Seja Bem vindo a minha página

ABANDONE DE VEZ SUAS PONTUAÇÕES E RENDA-SE COM TODA SUA PECAMINOSIDADE AO DEUS QUE NÃO LEVA EM CONTA NEM OS PONTOS , NEM AQUELE QUE OS MARCA, MAS VÊ EM VOCÊ , SOMENTE UM FILHO REMIDO POR CRISTO- Thomas Merton

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

PARA 2008 VOU COMPRAR DOIS CESTOS

Eu não sei porque, mas o sujeito quando chega em uma certa idade começa a recordar de algumas coisas simples que faziam parte do seu dia-a-dia, no meu caso (quase meio século), recordo-me que minha mãe mantinha em casa dois cestos, talvez não seja diferente hoje nas casas das mulheres organizadas, isso mesmo, dois cestos: um pra roupas sujas e outro pra roupas limpas, prontas para serem passadas à ferro. Na medida que os dias desse ano terminam eu começo a pesquisar esses cestos e separar o que vou colocar dentro deles em 2008. Não sou tão ortodoxo como muitos, por isso me dou o luxo de admirar músicas de diversos estilos desde o funk até o forró passando pelas que falam de amor e diga-se de passagem são belas as canções que falam de amor. Vou jogar no cesto de lde roupas sujas os funks das cachorras, que falam das partes íntimas e que fazem apologia às drogas e ao sexo, como também sou intérprete e admirador do gospel, pasmem, mas tenho que reservar um cantinho para alguns deles que de adoração nada tem e que são verdadeiros mantras repetitivos sem começo e nem fim, também está reservado um cantinho nesse cesto pros políticos que nos fizeram de massa de manobras e que até subiram em púlpitos dizendo: a paz do Senhor Jesus. Também vai pro lixo alguns atos que presenciei do nosso Presidente da República, do tal de Hugo Chaves, do Renan Calheiros e tantos outros que não vale a pena gastar tempo mencionando. Vai pro cesto de roupas sujas as palavras que ouvi que me deixaram tristes, das viradas de cara, dos ciúmes e desejo de me verem derrotados, vai pro cesto de lixo toda as horas que pensei que não passava de um instrumento de brincadeiras nas mãos de pessoas, de que pensei não valer nada e que minha roupagem interior blindada nunca seria penetrada por alguém. Vai pro cesto de roupas sujas minhas mancadas, deslizes e desacertos, é bom que se diga que nós, pastores, não somos super-homens, estamos ainda em construção. Vai pro cesto de roupas sujas toda a mágoa, toda indiferença. Ufa... ta cheio e olha que teria mais coisas pra colocar nele . Mas eu quero também usar o outro cesto, o cesto do amor ... ah!!! O amor que nos faz viver bem, com esperanças que tudo pode mudar, vai pro cesto de coisas limpas, o prazer de ter sido alguém que ajudou outros a sorrir, os momentos que manifestei carinho, que não me deixei levar pela soberba, ciúmes ou vaidade. Que fui sincero ao relatar coisas que não teria coragem , e que fui vencedor no ring na luta contra o medo. Vai pro cesto de coisas boas as horas e minutos que me comuniquei na emissora, no msn, no blog que tem sido um derramar de minhas neuroses, agora no jornal, no púlpito, enfim ... Meu Deus, esse cesto também está cheio, longe de subir os degraus da vaidade ou do meu ego, mas tenho mais coisas boas do que ruim pra guardar. Ah! Tenho também você que me da audiência, que lê o que escrevo, que me ouve, que me empurra pra frente e que me dá sempre os ombros pra que eu possa chorar. O que fazer com o cesto de coisas ruins e sujas? Queimar? Jogar no lixão? Guardar no sótão? Não, ficará exposto bem na minha frente pra que eu nunca venha esquecer que o melhor mesmo é viver com amor, dignidade, e entrega, e que não vale a pena outro modo de vida que pode me jogar no cesto de lixo. Dario servo

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

ESTOU EM CONSTRUÇÃO, MAS COM VONTADE DE DESCER DO ANDAIME

O termo é mesmo de construção civil voltado para a vida, vê se me entende... Ao chegar a hora da virada de mais um ano é costume do humano fazer uma certa inspeção na própria vida, daquilo que fez ou o que deixou de fazer. Isso é batata, todos querem e sentem o desejo de uma reavaliação; eu no meu particular penso que após a inspeção de mim mesmo percebi o quanto ainda tenho que construir, refazer, recomeçar, reavaliar...dá um desejo enorme de descer do andaime! Você acredita que ainda preciso construir mais amor? Sim, deixei de amar o suficiente, deixei de me entregar o suficiente, deixei passar em branco momentos que deveriam ser de amor intenso: por pessoas, animais e até mesmo por desconhecidos, e fiquei como que vagando no espaço sideral como um astronauta perdido, como anestesiado, abobalhado enquanto as horas, minutos e dias passavam, e eu, sem nada construir. Percebo o quanto preciso construir mais relacionamentos, isso ai, relacionamentos que fazem brotar intensas amizades, que nos fazem aliviados, nos sentir mais importantes, que nos faz sentir úteis. Preciso construir mais felicidade de outros para que eu seja feliz também, preciso construir paz em meio às guerras, preciso construir vidas através do Dono da vida . Mas se eu sei que preciso construir tudo isso por que a vontade de descer do andaime? Porque isso é mais duro e cansativo do que na construção civil, dói perdoar pra crescer, dói amar sem ser amado, dói servir sem ser servido, dói correr atrás de bons relacionamentos quando um batalhão de humanos quer mesmo é se dar bem, te ver na pior, perdendo todas. Eu quero descer do andaime e esquecer até que existo quando sou chutado, espancado nas minhas emoções, surrupiado nos meus sonhos. E quem faz isso não são seres extraterrestres, são humanos, que como eu também estão em construção e que seus andaimes estão envelhecidos e até fixos, enferrujados fazem parte da construção estão sem chances de serem retirados e não quero comentar o por quê. E como canta Kleber Lucas :Eu vou seguir com fé com meu Deus eu vou para a rocha mais alta que eu . E ainda mais continuarei no próximo ano em construção. E torcendo pra que não desça do andaime . Feliz construção em 2008!

Quem sou eu

Minha foto
Volta Redonda, Rio de Janeiro, Brazil
Assunto: Radialista, e atuo como comunicador na rádio 88 fm há 14 anos , atualmente exerço mimha função de locutor na radio boas novas no Rio de Janeiro , uma empresa do mesmo grupo 88 . Tenho tido experiencias tremendas nessa área . obrigado a todos que se interessam em ler meus escritos quer seja por admiração ou por criticas