Seja Bem vindo a minha página

ABANDONE DE VEZ SUAS PONTUAÇÕES E RENDA-SE COM TODA SUA PECAMINOSIDADE AO DEUS QUE NÃO LEVA EM CONTA NEM OS PONTOS , NEM AQUELE QUE OS MARCA, MAS VÊ EM VOCÊ , SOMENTE UM FILHO REMIDO POR CRISTO- Thomas Merton

segunda-feira, 24 de maio de 2010

VAI UM EVANGELHO AI ??? É BEM BARATO!!!

Há muito tempo que não escrevo algo para postar no blog. Na verdade não gosto de escrever só por escrever, mas para que possa ser útil pra alguma coisa nem que seja pra dizer um alô pra meus quatro leitores, esses eu sei que não deixam de ler... Mas eu tenho reservado esse tempo para observar, e observar muito, inclusive os televangelistas, os grandes fenômenos que se dizem pregar o evangelho. Eu espero não estar sendo muito duro ao falar, mas, não é segredo algum que o evangelho que muitos pregam hoje está distante daquilo que o Cristo nos ensinou. Eu vou citar alguns, como por exemplo, o Evangelho da competição. Esse é o que mais dá Ibope no inferno, os demônios riem até se... Quando vêem pastores se digladiando mostrando força em reunir multidões, em construir belos e suntuosos templos, em comprar jatinhos, ter mais tempo na televisão. E não é só nessa esfera, isso ocorre nos bairros, nas vilas e favelas, onde a competição é a níveis bem baixos, do tipo, paletó mais fechado, e cores berrantes é o que demonstra santidade, saias longas acetinadas e coloridas, e até véu na cabeça para as mulheres que as fazem se destacar das demais que “não tem doutrina”. A competição é tão forte que se torce para que o pastor da igreja da frente se de mal, e alguns pequenos fazem o mesmo para que os de grandes templos pisem na bola para sobrar mais pra eles... O Evangelho da falta de misericórdia está em alta também no reino do inferno. Hoje os pastores não têm tempo para curar as feridas das ovelhas, as machucadas e feridas ficam a mercê na beira da estrada, por que a agenda é muito apertada, são muitas as reuniões, e é preciso conseguir dinheiro para as obras do templo. Não temos mais pastores para conversar, as visitas estão fora de moda. Por que também não falar do evangelho do trízimo, das ofertas astronômicas, por que essas é que são recebidas por Deus e o retorno é imediato! E o Evangelho do sucesso midianita? Sim midianita, aqueles que precisam estar na mídia, serem vistos, reconhecidos, e os fazem com os parcos dinheiro do povo, gravando cds , gastando somas de dinheiro com rádio e televisão. O mal esta avançando e são poucos aqueles que não estão embaraçados com as coisas dessa vida. Os evangelhos estão na moda. Mas e o evangelho do amor? Da misericórdia? Do perdão? O Evangelho do você primeiro e eu depois? Onde está o evangelho da reconciliação, da vida, da salvação e da graça de Deus? Do ajuntamento para oração, um culto racional sem fantasias, gritos pulos ou devaneios? Eu quero e tenho sede na segunda etapa da minha vida, fazer o melhor, e ser mais original, pregando o evangelho original. Não serei visto, nem reconhecido, não brilharei na mídia, não gravarei cds , não cantarei pra multidões . Só quero apascentar... e redescobrir o evangelho da graça, do perdão , da misericórdia e da lavagem dos pés daqueles que tanto me chutaram . Qual voce quer? vai um evangelho ai ????

quinta-feira, 20 de maio de 2010

TEÓLOGO CONDENA EVANGELHO DOCE-Kivitz critica ilusão a pregação do evangelho açucarado e fácil

As culturas devem ser lidas nas linhas e entrelinhas. As linhas falam da coisa em si. As entrelinhas falam do espírito da coisa. As entrelinhas podem distorcer e até mesmo destruir o que está dito nas linhas. Com a cultura cristã não é diferente. Veja o exemplo da assinatura da Igreja Universal do Reino de Deus, a saber, Jesus Cristo é o Senhor. De acordo com o Novo Testamento, isso significa que devemos viver como escravos dos propósitos de Jesus Cristo: ele manda e a gente obedece, ele propõe e a gente executa, ele dirige e a gente segue, pois afinal de contas, Ele é o Senhor. Mas na cultura da IURD, as entrelinhas dessa afirmação fazem com que ela signifique que Jesus pode realizar todos os seus desejos, afinal de contas Ele é o Senhor. A relação fica invertida: você clama e ele responde, você reivindica e ele atende, você pede com fé e ele lhe dá o que foi pedido, você participa da corrente de oração e se submete aos 318 pastores e Jesus faz a sua vida próspera e confortável, pois Jesus Cristo é o Senhor e você é “filho do rei”, de modo que não há qualquer motivo para que você continue nessa vida miserável, daí a segunda convocação da IURD: “para de sofrer”. Percebe como as linhas dizem uma coisa e as entrelinhas dizem outra? O movimento evangélico é mestre em fazer confusão e promover distorção do Evangelho em virtude desse jogo de linhas e entrelinhas. Um exemplo disso é a mensagem VAI DAR TUDO CERTO, que recebi essa semana. SALMO 22 VAI DAR TUDO CERTO DEUS me pediu que te dissesse que tudo irá bem contigo a partir de agora. Você tem sido destinado para ser uma pessoa vitoriosa e conseguirá todos teus objetivos. Nos dias que restam deste ano se dissiparão todas as tuas agonias e chegará à vitória. Esta manhã bati na porta do céu e DEUS me perguntou... 'Filho, que posso fazer por você ?' Respondi: 'Pai, por favor, protege e bendiz a pessoa que está lendo esta mensagem'. DEUS sorriu e confirmou: 'Petição concedida'. Leia em voz baixa... 'Senhor Jesus : Perdoa meus pecados. Amo-te muito, te necessito sempre, estás no mais profundo de meu coração, cobre com tua luz preciosa a minha família, minha casa, meu lugar, meu emprego, minhas finanças, meus sonhos, meus projetos e a meus amigos'. Passe esta oração a 5 pessoas, no mínimo. Receberás um milagre amanhã. Não o ignore. Deus tem visto suas Lutas. Deus diz que elas estão chegando ao fim. Uma benção está vindo em sua direção. Se você crê em Deus, por favor envie esta mensagem para 20 amigos. Se acredita em Deus envia esta mensagem a 20 pessoas, se rejeitar lembre Jesus disse: “se me negas entre os homens, te negarei diante do pai” Dentro de 4 minutos te dirão uma notícia boa Deixo de lado a crítica gramatical e o péssimo uso da lingua portuguesa. Dedico minha atenção ao conteúdo da mensagem que, travestida de cristã, é absolutamente anti-cristã: mentirosa, fantasiosa, desprovida de qualquer sentido bíblico, desalinhada com o todo do ensino e experiência de Jesus, seus apóstolos, e seus primeiros seguidores, totalmente alinhada com os dircursos baratos da auto-ajuda e da enganação religiosa, enfim, uma versão barata e piedosinha da superstição sincrética do espiritualismo popular. A afirmação “vai dar tudo certo”, lida de acordo com as linhas do Novo Testamento, significaria, por exemplo, que os propósitos de Deus prevalecerão, a marcha da igreja de Jesus Cristo contra os poderes do mal será vitoriosa, a vontade de Deus será um dia feita na terra como o céu. Mas também significaria que os seguidores de Jesus seriam sempre ovelhas em meio aos lobos [Mateus 10.16], odiados pelo sistema sócio-político-econômico anti reino de Deus, ameaçados de morte, rejeitados, caluniados, e perseguidos por causa do nome de Jesus [Mateus 5.10-12], e passariam por muito sofrimento e tribulação antes de receberam a vitória plena no reino eterno de Deus [Atos 14.22]. Isto é, antes de dar tudo certo, daria tudo errado. A convicação de que “em Cristo somos mais que vencedores” [Romanos 8.37], e que “em Cristo Deus sempre nos conduz em triunfo” [2Coríntios 2.14], é também acompanhada de uma profunda compreensão a respeito dos custos de se colocar ao lado de Deus e do reino de Deus, em oposição à injustiça e aos agentes promotores e mantenedores da morte no mundo. Porque me parece que Deus nos colocou a nós, os apóstolos, em último lugar, como condenados à morte. Viemos a ser um espetáculo para o mundo, tanto diante de anjos como de homens. Nós somos loucos por causa de Cristo, mas vocês são sensatos em Cristo! Nós somos fracos, mas vocês são fortes! Vocês são respeitados, mas nós somos desprezados! Até agora estamos passando fome, sede e necessidade de roupas, estamos sendo tratados brutalmente, não temos residência certa e trabalhamos arduamente com nossas próprias mãos. Quando somos amaldiçoados, abençoamos; quando perseguidos, suportamos; quando caluniados, respondemos amavelmente. Até agora nos tornamos a escória da terra, o lixo do mundo. [1Coríntios 4.9-13] Fica, portanto, muito evidente que quando os cristãos do Novo Testamento diziam que “vai dar tudo certo” estavam afirmando coisas completamente diferentes dessas afirmadas na mensagem que recebi pela internet, que diz: Tudo irá bem contigo a partir de agora. Você tem sido destinado para ser uma pessoa vitoriosa e conseguirá todos teus objetivos. Nos dias que restam deste ano se dissiparão todas as tuas agonias e chegará à vitória. Cobre com tua luz preciosa a minha família, minha casa, meu lugar, meu emprego, minhas finanças, meus sonhos, meus projetos e a meus amigos'. Receberás um milagre amanhã. Uma benção está vindo em sua direção. Dentro de 4 minutos te dirão uma notícia boa. Meu amigo, minha amiga, não é verdade que “tudo irá bem contigo a partir de agora”, e também não é verdade que “você tem sido destinado para ser uma pessoa vitoriosa e conseguirá todos teus objetivos”. Não se iluda, pois não é verdade que “nos dias que restam deste ano se dissiparão todas as tuas agonias e chegará à vitória”. Preste atenção: o compromisso cristão não suplica que Deus cubra com sua luz “minha família, minha casa, meu lugar, meu emprego, minhas finanças, meus sonhos, meus projetos e a meus amigos”. Na verdade, o compromisso cristão exige que você deixe de viver para seus sonhos, seus planos e seus projetos e passe a viver para Deus, pois, como ensina a Bíblia, “o amor de Cristo nos constrange, porque estamos convencidos de que um morreu por todos; logo, todos morreram. E ele morreu por todos para que aqueles que vivem já não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou“ [2Coríntios 5.14,15], e justamente por isso é que quem deseja seguir a Jesus deve lmebrar o que Jesus disse: "Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida a perderá, mas quem perder a sua vida por minha causa, a encontrará. Pois, que adiantará ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou, o que o homem poderá dar em troca de sua alma?” [Mateus 16.24-26] Também não é verdade que “receberás um milagre amanhã” e que “dentro de quatro minutos te dirão uma notícia boa”. Pelo amor de Deus, jogue fora esse evangelho açucarado, que promete o que Deus jamais prometeu, e gera falsas esperanças nas pessoas. Respeite o sofrimento e a dor das milhares de pessoas que, apesar de sua fé, e talvez justamente por causa de sua fé, passam fome, não têm mínimas condições de sobrevivência, sofrem as consequências de tragédias pessoais e fatalidades naturais, são vítimas de um sistema mundano cruel, que as condena à escravidão e a uma vida sem futuro. Lembre dos cristãos que vivem na África, na Índia, na América Latina, e nos rincões miseráveis do Brasil. Seja solidário com as minorias: os negros escravizados, as mulheres violentadas, as crianças abusadas, as populações indígenas dizimadas, os refugiados de guerra, os perseguidos políticos, os desaparecidos. Respeite a grandeza dos cristãos perseguidos e mortos sob a tirania do fundamentalismo islâmico e dos regimes políticos ateístas. Pense um pouco se essa mensagem “vai dar tudo certo, todos os seus sonhos se realizarão, você vai receber um milagre amanhã” faz algum sentido na ala infantil do Hospital do Câncer, no campo de refugiados (mutilados) de Angola, ou nos casebres secos do sertão brasileiro. Construa sua fé sobre um alicerce mais sólido. Por exemplo, o Salmo 22, aviltado com essa mensagenzinha “vai dar tudo certo”. Aliás, é bom lembrar que Bíblia não é um livro que pode ser manuseado por qualquer pessoa, de qualquer jeito. Da mesma maneira que não é qualquer pessoa que pode dar palpite a respeito do direito, de medicina, da engenharia, ou do marketing, também a teologia exige um mínimo de preparo, senão, muito preparo mesmo. Digo isso porque talvez o autor dessa mensagenzinha não saiba que o Salmo 22 é um dos Salmos messiânicos, que profetiza o sofrimento e o fracasso do Messias, que foi (1) abandonado por Deus e pelos homens [Meu Deus! Meu Deus! Por que me abandonaste? Por que estás tão longe de salvar-me, tão longe dos meus gritos de angústia? Meu Deus! Eu clamo de dia, mas não respondes; de noite, e não recebo alívio! Não fiques distante de mim, pois a angústia está perto e não há ninguém que me socorra], (2) rejeitado [Mas eu sou verme, e não homem, motivo de zombaria e objeto de desprezo do povo], (3) insultado [Caçoam de mim todos os que me vêem; balançando a cabeça, lançam insultos contra mim], (4) dilacerado pela dor que lhe foi brutalmente imposta [Como água me derramei, e todos os meus ossos estão desconjuntados. Meu coração se tornou como cera; derreteu-se no meu íntimo. Meu vigor secou-se como um caco de barro, e a minha língua gruda no céu da boca; deixaste-me no pó, à beira da morte. Cães me rodearam! Um bando de homens maus me cercou! Perfuraram minhas mãos e meus pés], e por fim (5) cuspido na cara e crucificado como impostor. Para esse Messias não deu nada certo. Ele não recebeu uma boa notícia quatro minutos após sua agonia no Getsêmani, e também não recebeu um milagre no dia seguinte. No dia seguinte foi crucificado. Mas esse Messias, apresentado pelo profeta como “homem de dores, que sabe o que é padecer” [Isaías 53], “Deus exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai” [Filipenses 2.9-11]. Isso sim é dar tudo certo. Provavelmente alguém vai dizer que é isso o que a mensagenzinha da internet quis dizer. Mas não foi. Nas linhas, pode ter sido. Mas no contexto da religiosidade popular e da subcultura evangélica, a mensagenzinha sugeriu que “os seus sonhos e os seus projetos” darão certo, e que você pode esperar para amanhã aquela resposta milagrosa de Deus para resolver seus problemas e dificuldades particulares, e que em quatro minutos você vai receber uma notícia boa, muito provavelmente trazendo a você uma benção na forma de conforto e prosperidade. Em síntese, a mensagenzinha pode ser interessante, pode trazer uma esperança e um conforto para quem está lutando contra um sofrimento ou uma dificuldade medonha, e pode até mesmo trazer um alívio do tipo “eu sei que não é bem assim, mas é bom pensar que é, ou acreditar que pode ser”. Mas definitivamente essa mensagenzinha não tem nada a ver com o Evangelho de Jesus Cristo.

O DESAFIO DE PLANTAR NOVAS IGREJAS-Missionário René Breuel aponta defeitos dos modelos de evangelismo

Plantar uma nova Igreja e cultivar a semente da evangelização. Na Bíblia, personagens como Paulo já ensinavam a difundir as lições do evangelho pelos povos da época. Atualmente, igrejas não se renovam, líderes não se preparam e prejudicam o crescimento evangélico com qualidade. O assunto foi tema de debate comandado pelo missionário René Breuel que, de malas prontas para a Itália, onde realiza um novo modelo de plantação de Igreja, busca e ensina a líderes novas estratégias e necessidades na difusão evangélica no Brasil e no mundo. Formado em administração de empresas e mestre em divindade pela Regent College, no Canadá, Breuel é uma mostra que ser jovem não significa não ser preparado para o comando de uma Igreja. Durante o 37º Encontro Sepal para pastores e Líderes, realizado no último dia 6, e. Águas de Lindóia (SP) os ouvidos até mesmo de pastores com maior experiência no assunto ficaram atentos aos ensinamentos do missionário. Novas estratégias e principalmente nova visão evangelística conduziram o debate composto por aproximadamente 60 pessoas sentadas à sala. Breuel abordou em tópico pontos cruciais e argumentos para plantações de igrejas com mais qualidade. “Uma Igreja que recebe recursos se torna uma ferramenta que gera recursos” frisou. Ressaltou ainda o papel das lideranças em cada modelo e criticou o que definiu como falta de busca por base intelectual e teológica. “Um bom plantador deve ter espírito de liderança de grupo. É importante que se tenha a bagagem intelectual antes de qualquer evangelização. O teólogo deve auxiliar, mas é o plantador quem deve ter o interesse de correr atrás”. Sobre os modelos de plantação de igrejas mais utilizados, o missionário destacou o de plantador profissional, utilizado por Paulo como dito na Bíblia, o de pastor fundador, realizado pela Igreja a partir da sede, e o de grupo, a exemplo de igreja que reúne grupos evangelísticos e faz mutirão de evangelização. Na Itália, país para onde viaja em junho, Breuel adotará um modelo de plantação de Igrejas definido como o de público-alvo, onde se avaliam em primeiro lugar as condições econômicas, sociais e culturais de cada localidade. Como um primeiro passo, o missionário ressaltou a necessidade de um sistema de evangelização de qualidade, bem como a de líderes capacitados para a função, seguindo a filosofia de ministério e os sistemas ministeriais, incrementados com treinamento, divulgação para só então dar início a novos cultos. “Pegando o exemplo do Canadá, onde eu via igrejas com várias línguas e de várias nacionalidades funcionando num mesmo espaço (espanhol, chinês, italiano), vejo que a ideia pode dar certo” analisa. Além do líder, atenção dada também às esposas dentro de cada célula e seu papel no trabalho de evangelização. “A esposa é que dá o suporte ao líder, quem o organiza e o motiva e alerta sobre seus erros”. Quem participou do evento pôde abrir espaço a uma reflexão e se atualizar. Para atender principalmente a geração jovem que tem chegado a Igreja, é o caso de Marcos Soares, pastor no Rio de Janeiro. “A igreja de hoje é diferente da igreja de30 anos atrás e se não nos atualizamos paramos no tempo. A palestra agregou muito neste sentido. Já atuei como plantador de Igrejas e passei dificuldades. Com ensinamentos como esse, o trabalho se torna mais produtivo”. Data: 20/5/2010

Quem sou eu

Minha foto
Volta Redonda, Rio de Janeiro, Brazil
Assunto: Radialista, e atuo como comunicador na rádio 88 fm há 14 anos , atualmente exerço mimha função de locutor na radio boas novas no Rio de Janeiro , uma empresa do mesmo grupo 88 . Tenho tido experiencias tremendas nessa área . obrigado a todos que se interessam em ler meus escritos quer seja por admiração ou por criticas