Seja Bem vindo a minha página

ABANDONE DE VEZ SUAS PONTUAÇÕES E RENDA-SE COM TODA SUA PECAMINOSIDADE AO DEUS QUE NÃO LEVA EM CONTA NEM OS PONTOS , NEM AQUELE QUE OS MARCA, MAS VÊ EM VOCÊ , SOMENTE UM FILHO REMIDO POR CRISTO- Thomas Merton

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

POR QUE NOS DECEPCIONAMOS COM AS PESSOAS?

Precisamos entender esse ponto da vida, pois percebo que a multidão dos decepcionados com pessoas esta se tornando incontrolável. Claro que eu não tenho a resposta para a pergunta , mas posso entender como controlar essa dor que é mais forte que que a dor do parto. A dor da decepção é oriunda das nossas expectativas. Vou dar um exemplo : a mulher que escolhe o homem para um relacionamento duradouro cria dentro de si uma expectativa dele ser o tal , aquele que esta acima de qualquer suspeita de traição, de roncar a noite , não urinar na beirada do vaso sanitário e de ser aquele príncipe encantado e romântico. Parece cômico , mas é o que a maioria das mulheres esperam de um homem . já por outro lado o homem cria uma expectativa impressionante da mulher que escolhe para viver ao seu lado. Vou dar um exemplo: sexo todos os dias , nunca de dor de cabeça,TPM... jamais brigar com você em nenhum momento desde esquecer toalha em cima da cama até esquecê-la na porta do shopping te esperando quase a vida toda, e servir sempre comida quente e apetitosa... Pra não ficar apenas nesses dois exemplos as expectativas vão do filho para com a mãe , da mãe para com o filho , do patrão para com o empregado e do empregado para com o patrão. Como disse é importante entender esse ponto da vida, pois as decepções chegam nos perfurando como lãmina devido aos equívocos dessa expectativa que não pode mudar uma pessoa. Vejamos : cada um de nós temos um comportamento , somos formados de caráter e personalidades e não vamos andar por ai satisfazendo nossos anseios procurando pessoas “perfeitas” Ninguém vai mudar para nos satisfazer, ninguém será tão dócil , gentil , romântico, certinho, de palavras macias...Somos o que somos , e não o que querem que sejamos .Portanto o mais gentil ou a mais gentil das mulheres podem nos deixar decepcionados. O conselho é que deixemos que cada um seja o que foram designados pra serem nesse mundo e que estejamos ancorados em nós mesmos , é bom que as expectativas sejam direcionadas pra dentro de nós e que sejamos o que outros talvez não podem ser. È bem mais fácil curar uma decepção conosco mesmo do que uma suposta decepção provocada por outros. Por ultimo sigamos o exemplo do Mestre que ao final de tudo disse: Pai, perdoa-lhes por que não sabem o que fazem, e não deixou que a dor da decepção o tornasse o mais infeliz dos homens...Viva pra si ...e reserve um pedacinho do seu coração para as decepções.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

EXISTE ABUSO ESPIRITUAL NAS IGREJAS BRASILEIRAS?

Existe abuso espiritual? Pastor diz que sim e mostra sete formas usadas por líderes cristãos O livro foi escrito em 1991 mas as regras continuam bastante atuais e visíveis em muitos ministérios brasileiros Ronald M. Enroth, pastor americano, resolveu acompanhar algumas pessoas que se desligaram da Jesus People USA, um grupo religioso dos Estados Unidos, e coletou informações sobre como os pastores faziam pressão psicológica para impedir que o povo deixassem sua congregação. As atitudes usadas por eles foram marcadas como “abuso espiritual” e foram relatadas em um livro assinado por Ronald que também é sociólogo de religião. Apesar de ser uma pesquisa realizada nos Estados Unidos percebem que muitas dessas atitudes são aplicadas nas igrejas brasileiras para impedir que os membros se desliguem e partam para outros ministérios. O pastor Enrolth listou no livro “Churches That Abuse”, lançado em 1991, sete formas de abuso espiritual praticado por igrejas evangélicas. Entre elas a distorção da Palavra, a criação de uma liderança autocrática, o sentimento de superioridade em relação ao outros grupos religiosos e o elitismo espiritual. 1) DISTORÇÃO DA ESCRITURA: para defender os abusos usam de doutrinas do tipo “cobertura espiritual”, distorcem o sentido bíblico da autoridade e submissão, etc. Encontram justificativas para qualquer coisa. Estes grupos geralmente são fundamentalistas e superficiais em seu conhecimento bíblico. O que o líder ensina é aceito sem muito questionamento e nem é verificado nas Escrituras se as coisas são mesmo assim, ao contrario do bom exemplo dos bereanos que examinavam tudo o que Paulo lhes dizia. 2) LIDERANÇA AUTOCRÁTICA: discordar do líder é discordar de Deus. É pregado que devemos obedecer ao discipulador, mesmo que este esteja errado. Um dos “homens de Deus” de uma igreja diz que se jogaria na frente de um trem caso o “Líder” ordenasse, pois Deus faria um milagre para salvá-lo ou a hora dele tinha chegado. A hierarquia é em forma de pirâmide (às vezes citam o salmo 133 como base), e geralmente bastante rígida. Em muitos casos não é permitido chamar alguém com cargo importante pelo nome, (seria uma desonra) mas sim pelo cargo que ocupa, como por exemplo “pastor Fulano”, “bispo X”, “apostolo Y”, etc. Alguns afirmam crer em “teocracia” e se inspiram nos líderes do Antigo Testamento. Dizem que democracia é do demônio, até no nome. 3) ISOLACIONISMO: o grupo possui um sentimento de superioridade. Acredita que possui a melhor revelação de Deus, a melhor visão, a melhor estratégia. Eu percebi que a relação com outros ministérios se da com o objetivo de divulgar a marca (nome da denominação), para levar avivamento para os outros ou para arranjar publico para eventos. O relacionamento com outros ministérios é desencorajado quando não proibido. Em alguns grupos no louvor são tocadas apenas músicas do próprio ministério. 4) ELITISMO ESPIRITUAL: é passada a idéia de que quanto maior o nível que uma pessoa se encontra na hierarquia da denominação, mais esta pessoa é espiritual, tem maior intimidade com Deus, conhece mais a Biblia, e até que possui mais poder espiritual (unção). Isso leva à busca por cargos. Quem esta em maior nível pode mandar nos que estão abaixo. Em algumas igrejas o número de discipulos ou de células é indicativo de espiritualidade. Em algumas igrejas existem camisetas para diferenciar aqueles que são discípulos do pastor. Quanto maior o serviço demonstrado à denominação, ou quanto maior a bajulação, mais rápida é a subida na hierarquia. 5) CONTROLE DA VIDA : quando os líderes, especialmente em grupos com discipulado, se metem em áreas particulares da vida das pessoas. Controlam com quem podem namorar, se podem ou não ir para a praia, se devem ou não se mudar, roupas que podem vestir, etc. É controlada inclusive a presença nos cultos. Faltar em algum evento pro motivos profissionais ou familiares é um pecado grave. Um pastor, discípulo direto do líder de uma denominação, chegou a oferecer atestados médicos falsos para que as pessoas pudessem participar de um evento, e meu amigo perdeu o emprego por discordar dessa imoralidade. 6) REJEIÇÃO DE DISCORDANCIAS: não existe espaço para o debate teológico. A interpretação seguida é a dos lideres. É praticamente a doutrina da infalibilidade papal. Qualquer critica é sinônimo de rebeldia, insubmissão, etc. Este é considerado um dos pecados mais graves. Outros pecados morais não recebem tal tratamento. Eu mesmo precisei ouvir xingamentos por mais de duas horas por discordar de posicionamentos políticos da denominação na qual congregava. Quem pensa diferente é convidado a se retirar. As denominações publicam as posições oficiais, que são consideradas, obviamente, as mais fiéis ao original. Os dogmas são sagrados. 7) SAIDA TRAUMATICA: quem se desliga de um grupo destes geralmente sofre com acusações de rebeldia, de falta de visão, egoismo, preguiça, comodismo, etc. Os que permanecem no grupo são instruídos a evitar influências dos rebeldes, que são desmoralizados. Os desligamentos são tratados como uma limpeza que Deus fez, para provar quem é fiel ao sistema. Não compreendem como alguém pode decidir se desligar de algo que consideram ser visão de Deus. Assim, se desligar de um grupo destes é equivalente a se rebelar contra o chamado de Deus. Muitas vezes relacionamentos são cortados e até familias são prejudicadas apenas pelo fato de alguém não querer mais fazer parte do mesmo grupo ditatorial. Texto extraído do blog Verbo com Vida

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

SUPER-AÇÃO

Hoje eu recebi um telefonema que no momento me trouxe tristeza , mas que imediatamente me levou a um momento de alegria. A noticia era sobre a morte do famoso locutor Paulo César Graça e Paz . Imediatamente abri o microfone e noticiei o acontecimento e na seqüência anunciei na emissora de Volta Redonda. Esse foi um fato dos vários que noticiei tal como queda de aviões, mortes estúpidas como de pais que mataram filhos, filhos que mataram pais, queda de ministros, morte de personalidades, atores, tsunamis no Japão , mortos na região serrana do Rio. Esses acontecimentos com certeza feriram corações, ficamos num estado de comoção, tristezas e incertezas. O medo nessas ocasiões invadiu cada pedacinho do nosso subconsciente, estendeu sua cama em nosso âmago e nos fez de tapete passando por cima de nossos sonhos, e nos encheu de indagações tais como :Por que? Deus fez isso ? de quem é a culpa? E ai embriagados ficamos como quem já perdeu a batalha e ficamos encurralados num beco sem saída pelos laços diabólicos dos desastres , das catástrofes . Superar? Como ? Viver como se isso não tivesse acontecido seria uma loucura , como viver sem o pai ao lado , os filhos em casa, sem o marido ou a mulher que se foi ? Como superar se a dor é como a filha da morte ? Talvez eu tenha aprendido essa arte por isso logo de inicio que soube da morte do radialista me alegrei, por que preferi fechar a janela do sofrimento e abrir a janela da alegria , ai pude ver o quanto esse profissional foi importante para a mídia de rádio gospel. Mas se tratando se catástrofes de traumas familiares e outros a recomendação é essa mesma SUPER-AÇÃO .Olhando para os lados vemos tetraplégicos que continuam suas tarefas se adequando ao momento, países destruídos por terremotos em reconstrução. A vida precisa continuar seu espetáculo e seus atores não podem ficar chorando as mágoas dos espinhos dos trajetos. Cristo é e sempre será o nosso exemplo de superação. Se despiu da sua gloria, foi escarnecido pelos homens, abandonado pelo próprio pai , sofreu chibatadas, foi traído , negado, crucificado e tudo isso como homem . O mestre da superação nos convida dizendo : Vinde a mim todos vós que estais cansados, oprimidos e sobrecarregados e Eu vos aliviarei. Quando nos entregamos a tragédias e não ao processo de superação o fim é a morte , a derrota. Recomeçar é o grande trunfo que cada ser humano tem consigo, tendo como exemplo o próprio Criador que mesmo tendo sido decepcionado pelo homem recomeçou, cuidando deles após o pecado , quando destruiu a humanidade pecadora nos tempos de Noé também recomeçou. Portanto como tenho aprendido a arte da superação te convido a fazer o mesmo .Supere , recomece, tente outra vez .Voce vai conseguir

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

RETROVISOR

Andar de ônibus na cidade do Rio de Janeiro é uma aventura, com balanços, freadas, cortadas, sem falar no barulho ensurdecedor das ferragens do veículo.

Mas na insólita viagem de Copacabana a Vila Isabel, tendo minha filha caçula ao lado, fiquei refletindo sobre um dos equipamentos que faz parte das ferragens : O retrovisor. .

Este, serve pra olhar o que acontece atrás do veiculo, o que já passou: as praças, os postes, os bares , as pessoas. No entanto, o condutor do veículo não fica apreciando o que passou e, tampouco se preocupa com o que tais pessoas, que ficaram pra trás, estão comentando... enfim ....

Me dá a impressão de que por ali não passaremos mais . Toda essa introdução, você que me conhece já sabe, é para que reflitamos sobre nós e nossos retrovisores. Sim , não iremos a lugar nenhum em nossas vidas se ficarmos conectados , com nossos olhares fixos neles. .

Não queiramos descartá-los , mas observemos com atenção os retrovisores de nossa mente, alma e espírito. Se não formos sarados, nossos olhos serão conduzidos para aqueles momentos que ficaram pra trás , o que construímos , o que nos fez feliz , o que nos entregamos , as paisagens dos jardins e locais que passamos, e , ainda, inclinarmos nossos ouvidos ao que as pessoas que ficaram pra trás estão falando , o que elas estão pensando. .

Olhar pra trás no retrovisor da alma pode machucar , trazer em nós um sentimento de culpas, tristezas pelos amores que passaram e que fomos covardes em assumir, ou pela mão que não estendemos pra ajudar, ou a caminhada que não fizemos com aquele amigo que ficou ferido a beira do caminho ..

Fixar-se no retrovisor , é ficar exposto a perigos, é correr o risco de machucar alguém que se ama , é não viver de forma confortável, é viver sem ser feliz. Observei no motorista que de vez em quando olhava os retrovisores do veiculo para tê-lo apenas como referencia do caminho, ou para observar se lateralmente não colidiria com outro veiculo..

A observação desses itens também incluía pessoas que subiam e desciam do coletivo: o olhar é rápido, visto que o importante é olhar para a frente no trajeto, para onde se quer chegar. Quebrar os retrovisores de nossa alma não aconselho a fazer , mas sim usá-los no que é preciso saber, pra não sofrer, ou fazer os amigos ou quem você ama sofrer ..

Então reafirmo: não o descarte, não quebre e não deixe-o embaçado, porém nunca fixe o olhar nele , o que vem pela frente é melhor do que o aquilo que se ficou para trás.

domingo, 21 de agosto de 2011

Penduricalhos

Eu passei o dia todo pensando em penduricalhos e mesmo sabendo o que significa tal palavra pouco usada por nós fui verifica-la no dicionário , e não foi surpresa para mim o que significa:(coisa pendente, para ornato,pingente, balangandã)

Ai me surpreendi como ao longo da minha vida vi seres humanos cheios de penduricalhos emocionais e que pareciam e parecem monstros andando sem destino, e que eu próprio também fazia parte deles .

O que são penduricalhos emocionais em nossa vida? Você sabia que ao longo de nossa caminhada na vida vamos aos poucos colando em nossas mentes, nosso corpo , e sentimentos esses artefatos? Vamos discorrer sobre quando e como os penduramos em nós . Ao nascermos, dizem os mais entendidos na psicologia já chegamos com alguns deles, tipo traumas, palavras negativas ouvidas do mundo exterior, e ai vamos crescendo e penduramos mais uns, quando não compreendemos os adultos, quando a noite chega , quando nos deixavam sozinhos, e quando alguns chegam até nos jogar nos córregos ou latas de lixo.

Ai vamos crescendo e a adolescência nos assombra e vamos colando em nós mais penduricalhos da indecisão, da falta de sonhos , de perspectiva, do que somos realmente, se somos crianças , ou adultos, das decepções dos amores não correspondidos.Na juventude é que somos mais atacados pelos penduricalhos das drogas, do sexo desenfreado , das paixões , das rebeldias.

Mas não para por ai... quando adultos já estamos bem pesadinhos , cheios desses artefatos que nos pesam, e caminhamos juntando mais , no casamento, nos negócios, nas religiões... enfim .... quando temos oportunidade após sentirmos o peso ou no linguajar mais moderno, surtamos e jogamos fora os penduricalhos mesmo sabendo que tudo será diferente , que seremos julgados como loucos, ou corajosos até. Ai surge uma nova vida, sem peso, sem empecilho de caminhar ... sem penduricalhos.... E fica apenas o corpo , o espírito e a alma leves.

Joga-los fora é um dever de todos , mas haverá um preço a pagar, por que a multidão esta acostumada com eles, e quem não os carrega é tido como um impostor, um desertor ... O que você vai escolher? Amar a si mesmo é viver sem eles... os penduricalhos

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

ONDE ESTA A IGREJA?

Precisamos de uma igreja subterrânea, até certo ponto secreta, que não deseje os holofotes , e nem tão pouco o glamour.

Precisamos que nasça a igreja do coração de Deus, cheia de graça e misericórdia, de gente que saiba ler nas entrelinhas e que tenha espaço na agenda pra assistir aquele que esta ferido a beira do caminho..

A igreja oculta não tem cara , não possui templos, vive sem lenços e sem documentos, portanto não existe nos órgãos públicos e seus membros são invisíveis aos olhos do povo..

Precisamos de uma igreja que saiba amar, e não rotular, e não apedrejar, e não esquecer o porque de sua existência..

Precisamos de uma igreja que não grite , não vocifere o quanto ela é certa e o quanto os desiguais são errados, mas que converse com prostituas como Jesus, que não deixe morrer a adultera, que não exclua os já excluídos mas os alimentem nem que seja com um pequeno sanduíche de peixe e pão, sem se alarmar se houve o milagre da multiplicação..

Precisamos de uma igreja que seja modelo , não dos 12 nem dos propósitos, da teologia da libertação e nem tampouco da falsa “teologia” da prosperidade..

Precisamos de uma igreja que enxergue mais o interior e menos o invólucro, mais o humano do que seus deslizes..

É preciso que essa igreja nasça pra que os cegos enxerguem , os mudos falem, os paralíticos andem não na concepção de suas humanidades , mas da alma, do espírito, da mente , porque há uma multidão de zumbis , de gente doente na alma gritando por socorro e ninguém ouve , ninguém enxerga..

É preciso nascer a igreja que não mate o moribundo que esta sentindo dor ,que esta doente , mas que tenha capacidade de curar antes que tal doença mate o infectado ..

Quando digo nascer e que precisamos de uma igreja com esse perfil é porque nos distanciamos muito e hoje estamos perdidos, numa igreja comércio, empresa, cheia de projetos e estratégias profunda no discurso e rasa no testemunho ,e que desconhece o seu verdadeiro papel de salvadora..

Precisamos urgente de volta a igreja que Cristo instituiu . Você quer fazer parte dela?

terça-feira, 26 de julho de 2011

A CASSIA KISS FALAR E FALOU

É.... o chatonildo e falador do Faustão no quadro arquivo confidencial do ultimo domingo não conseguiu interromper o discurso da Cássia que esta vivendo o papel de uma mãe humilde e desprezada como milhares de mãe desse país .

O fato é que Cássia saiu cedo de casa não expulsa pela mãe , mas pela decisão que tomou contrária da sua mãe que não aceitava ser manipulada por filhos e que educava a sua maneira rude , mas que fazia marcas no caráter que não se apagariam por muitos anos..

E assim Cássia na época com 15 anos de idade levou consigo uma maquina de escrever uma boneca e pelo que me vem a mente um colchão ..

Bem, os anos se passaram a boneca ,e a maquina de escrever foram vendidas e aquela menina que queria viver ao seu estilo largado e rebelde levou consigo as marcas da educação da mãe. .

Sofreu perdas , precisou se anular ou se limitar para algumas coisas , mas conseguiu seu espaço no mundo artístico. Bem ... a Cássia Kiss falar e falou com muita razão e com experiência que filhos não podem manipular os pais pra serem ou fazerem o que bem entenderem ..

A Cássia Kiss falar , falou e fez tremer e se arrepiar os modernos psicólogos que rejeitam a tal palmadinha. Cássia foi bem explicita ao dizer que uma palmadinha, colocar de castigo , tirar das mãos das crianças e adolescentes o que mais gostam podem educar, e evitar que eles com seus possantes automóveis tirem a vida de inocentes nos pegas..

Cássia kiss falar e falou que os pais não podem achar engraçadinho o filho que grita com eles, que são respondões, que se fazem entendidos mais que os pais em tudo , por que o final é ter um filho agressivo. .

Cássia kiss falar e falou bem melhor que muitos terapeutas ou religiosos , porque colocou a alma e na frente as marcas do seu passado de uma educação longe daquilo que se vê hoje.A televisão não educa , informa, o Faustão fala demais é repetitivo e tambem não educa ..

A Cássia Kiss e não foi pra casa querendo

quarta-feira, 22 de junho de 2011

NÃO VAMOS GANHAR O BRASIL PARA CRISTO

Ouço frequentemente uma conclamação feita nos mais variados recônditos do universo evangélico: Vamos ganhar o Brasil para Cristo!!! Bem, lamento informar, mas nós nunca vamos ganhar o Brasil para Cristo. E antes que você, espantadíssimo com minha falta de fé, me acuse de derrotismo ou mesmo de estar a serviço do mal, deixe-me explicar..

Como não acredito na doutrina da confissão positiva (o hábito antibíblico de “decretar a vitória”, “profetizar a bênção” e “tomar posse pela fé” que, se você não sabe, foi incorporado ao cristianismo a partir de práticas de religiões pagãs da Nova Era – mas essa é outra conversa) nao vejo dolo em fazer essa afirmação, que é fruto de uma observação bíblica, histórica e contextual. E justifico minha posição, apresentando aqui as razões pelas quais não creio que o Brasil será ganho para Cristo:.

1. Aspectos biblicos:.

A Bíblia nunca promete que nações inteiras se converteriam ao Senhor em nossos dias. Ela fala: “E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo como testemunho a todas as nações, e então virá o fim” (Mt 24.14) mas em momento algum promete que isso resultaria em conversões em nível nacional. Anunciar o Evangelho é uma coisa. Ele resultar em conversões é algo bem diferente. Pelo contrário. Como já abordei no post Louvados e glorificados sejam os números, a Palavra de Deus é clara ao afirmar que a minoria herdaria o Reino dos Céus:.

–> “Entrem pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que leva à perdição, e são muitos os que entram por ela. Como é estreita a porta, e apertado o caminho que leva à vida! São poucos os que a encontram” (Mt 7.13,14). .

–> “Alguém lhe perguntou: ‘Senhor, serão poucos os salvos?’. Ele lhes disse: ‘Esforcem-se para entrar pela porta estreita, porque eu lhes digo que muitos tentarão entrar e não conseguirão. Quando o dono da casa se levantar e fechar a porta, vocês ficarão do lado de fora, batendo e pedindo: ‘Senhor, abre-nos a porta’. ‘Ele, porém, responderá: ‘Não os conheço, nem sei de onde são vocês’. “Então vocês dirão: ‘Comemos e bebemos contigo, e ensinaste em nossas ruas’. “Mas ele responderá: ‘Não os conheço, nem sei de onde são vocês. Afastem-se de mim, todos vocês, que praticam o mal!’.”. (Lucas 13.23-27)..

–> “Não tenham medo, pequeno rebanho, pois foi do agrado do Pai dar-lhes o Reino” (Lucas 12.32)..

–> “Pois muitos são chamados, mas poucos são escolhidos” (Mt 22.14)..

Ou seja: não há na Bíblia nenhuma promessa ou sugestão de que haverá multidões de salvos entrando em nível nacional pelos portões do Céu. Não: a salvação é para poucos. Repare que na parábola do semeador (Mt 13) a maioria das sementes não frutifica, apenas uma pequena parte delas germina e dá frutos..

Gostaria eu que fosse diferente. E temos sempre que fazer de tudo e empreender todos os nossos esforços para que o máximo de pessoas receba a mensagem da Salvação. Temos que pregar o Evangelho a toda criatura. Mas no que tange à Biblia não posso afirmar o que ela não afirma só porque me faria sentir melhor. A verdade é o que é..

2. Aspectos históricos. Fala-se muito de avivamento, de pátrias que foram sacudidas pelo poder do Espírito e que se transformaram em nações cristãs de fato, com milhares de conversões e manifestações inefáveis do poder de Deus. Isso é verdade. Moveres sobrenaturais de Deus levaram alguns países, em períodos determinados da História, a buscar coletivamente uma aproximação maior de Cristo e uma vida de santidade. Foi assim no Primeiro e no Segundo Grande Despertamentos dos séculos 18 e 19, por exemplo. Mas minha pergunta é: como estão essas nações hoje?.

A verdade nua e crua? Espiritualmente falidas. .

Os Estados Unidos, avivados pela pregação de bastiões como Jonathan Edwards e George Whitefield, são hoje um país cristão não-praticante, pérfido, devasso e sem nenhum tônus espiritual, que fez o que fez no Oriente Médio sob a direção de um presidente supostamente evangélico. Um país onde a Igreja tem aceito a ordenação de bispos cuja orientação sexual em outras épocas jamais seria aceita e que inventou a Teologia da Prosperidade. Um país espiritualmemte e moralmente em bancarrota, que exporta para o mundo filmes, programas de TV e músicas abomináveis pela moral bíblica..

Já a Inglaterra, país que na época de John Wesley se viu renovado espiritualmemte, hoje mal se lembra que há um Cristo. No restante da Europa, encontramos países como Espanha e Portugal, com menos de 1% de cristãos reformados. Nos berços da Reforma Protestante, Alemanha e Suíça, a Igreja evangélica tornou-se uma entidade fantasma, com igrejas vazias e nenhuma influência sobre a vida da sociedade..

E isso falando de nações que estão debaixo de nossos olhos. Se voltarmos alguns séculos no passado encontraremos os países do Oriente Médio com quase toda a população cristã. Você talvez não saiba disso, mas até o século VI d.C. regiões que hoje compõem países como Turquia, Irã, Iraque, Marrocos e Arábia Saudita, atualmente considerados não-alcançados pelo Evangelho, tinham suas populações quase que totalmente cristãs. Até que veio o islamismo e tomou esses países, transformando-os em nações muçulmanas..

O resumo da ópera é que para se “ganhar uma nação para Cristo” é preciso um milagre. Não só um milagre de conquista, mas um milagre de preservação. Ou seja: reconquista diária. E milagres são a exceção, não a regra..

3. Aspectos contextuais (atuais).

Este é o ponto principal desta reflexão. Para que se pregue o Evangelho a uma pessoa pecadora, mais do que proclamar a Verdade é preciso viver a Verdade. Se eu sou um homem notoriamente devasso, mentiroso, pérfido e sem caráter, de nada adiantará eu chegar para alguém e pregar o Evangelho. Pois ele dirá “ser cristão é isso aí? Tou fora, fala sério!”. E essa mesma realidade se aplica a uma nação. Para que a Igreja de Jesus evangelize uma nação e a “ganhe para Cristo”, ela tem que dar o exemplo. Isso é imperativo. Mais do que pregar a Verdade, tem que viver a Verdade. E é com muita dor no coração que constato que nós não temos feito isso. Não temos sido exemplo. Compartilho alguns sintomas que me mostram que a Igreja brasileira não está capacitada para ganhar a nação para Cristo:.

● A maior parte da Igreja visível no Brasil de hoje é espiritualmemte flácida e complacente com o pecado: o comportamento visível dos cristãos diante da sociedade não tem sido muito diferente do comportamento dos não-cristãos. Em geral, somos agressivos, arrogantes, vingativos, mentirosos e egocêntricos. Fraudamos impostos, passamos cheques sem fundos, não honramos nossa palavra. Nossos seminaristas colam nas provas. Não cedemos lugar no ônibus para o idoso, fingimos que não vemos o mendigo, jamais emprestamos o ombro a um órfão sequer e muito menos a uma viúva. Articulamos dentro das igrejas para conseguir ocupar cargos de destaque. Usamos a sexualidade de modo tão mundano como qualquer personagem da novela das oito. Nossas conversas são torpes, falamos mal dos outros pelas costas, jogamos irmãos contra irmãos, contamos anedotas pesadas e fazemos piada com a manifestação dos dons do Espírito Santo. E por aí vai. Uma Igreja assim não tem a menor moral de pregar o arrependimento de pecados para o mundo: primeiro ela própria tem de se arrepender..

● O modelo de igreja predominante no Brasil não forma cristãos sólidos. Como afirmou este ano em uma de suas palestras na Conferência da Sepal o Bispo Primaz da Igreja Cristã Nova Vida, Walter McAlister, o modelo de igreja-show não forma discípulos de Cristo. Enquanto formos aos cultos apenas para assistir a algo que se passa num palco e não para participar; enquanto não nos submetermos a um discipulado radical; enquanto não resgatarmos o papel de família de fé das nossas igrejas, nunca conseguiremos formar cristãos minimamente capazes de viver e compartilhar com eficiência sua fé com uma pessoa, que dirá com uma nação..

● O evangélico brasileiro não gosta de ler. Lidos sob o poder e a iluminação de Deus, livros são o alicerce da transformação. Mas nossos jovens preferem videogames, televisão, internet e no máximo inutilidades como a série “Crepúsculo” do que livros essenciais para a formação de um caráter cristão. E sem uma mente bem formada nos tornamos incapazes de pensar uma nação. Quanto mais transformá-la. O poder de Deus age, mas age por intermédio de seres humanos – que precisam ter bagagem intelectual para explicar e transmitir. E ainda lemos muito menos do que deveríamos. E a qualidade do que lemos, em geral, deixa muito a desejar..

● Somos analfabetos bíblicos. Uma pesquisa recente feita entre os líderes de jovens de certa denominação mostrou que menos de 30% deles tinham lido a Bíblia toda. Repare: estamos falando de líderes! Aqueles que deveriam ensinar os outros! Se não lemos, não conhecemos, e se não conhecemos… o que vamos pregar? Nossa teologia é formada a partir daquilo que ouvimos em corinhos, assistimos em péssimos programas evangélicos de TV, lemos em frasezinhas soltas no twitter e em adesivos de automóveis. Mas são poucos os que realmente se dedicam ao estudo sistemático e aprofundado das Escrituras. Então vamos ganhar o Brasil pra Cristo, mas… que Cristo? Se não conhecemos o Cristo segundo as Escrituras o apresentam, que Cristo é esse que estamos pregando? Se não entendemos a Palavra por não conhecê-la, que Palavra é essa que estamos pregando? Sem conhecer a Bíblia não temos absolutamente nada a oferecer em termos espirituais à nação..

● Grande parte da Igreja evangélica brasileira é egocêntrica. Ora por si e pelos seus. Pede bens materiais, emprego, carro e casa própria em suas orações. Quer a cura de suas enfermidades. Mas não se dedica muito a interceder pelo próximo, orar pelo arrependimento dos pecados e buscar sanar os males da sociedade. Não ora pelos pobres. Não estende a mão ao faminto. Não olha para o próximo. Não se devota. Não considera o outro superior a si em honra. E ganhar uma nação para Cristo exige olhar, antes de tudo e antes de si mesmo… para a nação..

● A Igreja está hedonista. Quer prazer. Quer alegria. Quer ser feliz da vida. Quer emoção. Que louvores vazios mas emocionantes. Quer cantores carismáticos, mesmo que pouco espirituais. Quer shows e não momentos de intimidade com Deus. Quer se sentir bem. Quer cultos que atendam às suas necessidades. Quer pregações que a faça sorrir. Quer enriquecer e ter uma vida abastada. Só que antes de ganhar uma nação para Cristo temos que chorar muito, nos humilhar, esquecer o que nos faz bem e buscar o que faz bem à nação. E orar. Orar! A Igreja hoje celebra muito, canta muito… mas ora de forma mirrada, esquelética. Só que pouca oração e muita celebração não farão nação alguma se converter. Se ganharmos o país para esse modelo de cristianismo o que faremos é transformar o Brasil numa grande rave gospel, com festa atrás de festa, celebração após celebração e pouca ou quase nenhuma vida íntima com Cristo..

● Grande parte da Igreja tem pregado um evangelho mentiroso. O que se tem divulgado é um Jesus fictício, complacente, eternamente alegre e exultante, que nos garante “plenitude de alegria, todo dia”. Mas o Cristo de verdade quer que tomemos nossa cruz para segui-lo. Que morramos para nós mesmos. Que deixemos pai e mãe para ir após Ele. Mas a nação não quer fazer nada disso. E para ganhar a nação para Cristo ela tem que saber que terá de abrir mão de muita coisa, de esvaziar-se de suas vontades e desejos e seguir um caminho de renúncia e muitas vezes de sofrimento. Ganhar a nação para Cristo significa propor a ela: tome sua Cruz e siga-me. Arrependa-se de seus pecados, abra mão de seu eu e mude de vida. Honestamente: é isso que temos pregado?.

● A Igreja está dividida. A Palavra nos diz que “Se um reino estiver dividido contra si mesmo, não poderá subsistir” (Mc 3.24). Mas deixamos nossas paixões denominacionais suplantarem a unidade. Nós, pentecostais, fazemos piada com os tradicionais. Os tradicionais ridicularizam os pentecostais. Todos menosprezamos os neopentecostais. Nos tornamos “anti” qualquer coisa que não sejamos nós mesmos. Nas tentativas de unir a Igreja perde-se tempo com discussões inócuas e vaidosas. Esquartejamos o Corpo de Cristo. E ainda assim queremos acrescentar uma nação inteira a esse Corpo? Como? Se não depusermos as hostilidades e buscarmos a unidade – verdadeira e sincera – uma nação ganha para Cristo sob esses moldes de igreja desunida seria um grande frankenstein..

● Nossas motivações são equivocadas. Queremos ganhar o Brasil pra Cristo não por amor às almas perdidas, mas sim para garantir nosso galardão no céu ou para finalmente fazermos parte do clube que representa a maioria e não a minoria. Queremos é estar por cima. Falta-nos, mais do que amor pelo Brasil, amor por cada brasileiro..

● Estamos tentando avançar na sociedade utilizando cargos políticos e legislações. Queremos ganhar o Brasil não para Cristo, mas para projetos de poder mascarados de cristianismo. E isso elegendo políticos supostamente comprometido com o Evangelho, fazendo marchas e protestos, usando de politicagens e chantagens políticas e organizando lobby no Planalto. E nada disso são armas espirituais. Nada disso nunca vai, de modo algum, glorificar o Senhor. Apenas cumprirá uma agenda política e nada mais..

Haveria muitos outros problemas que poderíamos desenvolver aqui, mas não quero me alongar mais. Não quero parecer um profeta do apocalipse, pintando um cenário pessimista. Minha intenção não é essa. Mas me atreveria a perguntar: será que os problemas que apontei acima são fruto da minha imaginação ou você consegue enxergá-los ao seu redor? Alguns poderiam dizer que o que escrevi não é nada edificante, mas… Há algo mais edificante que reconhecer nossos pecados para que possamos refletir sobre eles, arrepender-nos e consertar os erros? Não é isso que significa edificar? Construir? E, se preciso for, reconstruir? Parar de varrer a sujeira para baixo do tapete e acertar as coisas?.

Há focos de resistência. Pequenos grupos que buscam viver uma espiritualidade real, profunda, desinteressada. Mas são grupos desconhecidos, pequenas igrejas escondidas, pastores que pregam para poucos e que proclamam o Evangelho como ele é, sem o desejo de agradar mais ao homem que a Deus. Cristãos que se abraçam e se amam de modo entregue e que se devotam à causa de Cristo e ao próximo. Esses são o remanescente fiel. São o último alento. Mas estão longe das câmeras de TV, das grandes gravadoras, dos eventos faraônicos, reunidos em silêncio, buscando a face de Deus sem fazer balbúrdia, sob as sombras do bem-aventurado anonimato. Eles são a semente da minha esperança..

Acredite: eu gostaria de que o Brasil fosse ganho para Cristo. Gostaria imensamente. Gostaria de viver numa pátria onde o Evangelho ditasse o procedimento das pessoas. Gostaria de poder afirmar: “Feliz é a minha nação, pois seu Deus é o Senhor”. Mas o que vejo ao meu redor não me permite fingir que está tudo bem. Não está. A Igreja de Cristo precisa se repensar e se acertar antes de empreender projetos de conquista. E isso urgentemente. Um exército desorganizado, desunido e despreparado não conquistaria nem um vilarejo, quanto mais uma nação..

Precisamos de um milagre. É caso de vida ou morte. E morte eterna. Precisamos nos arrepender dos caminhos pop e egoístas que estamos trilhando. Precisamos voltar a orar com um coração generoso. Precisamos nos humilhar. Precisamos clamar por misericórdia. Precisamos parar de tentar vencer o mundo no peito e na raça e tentar vencer, antes de qualquer outra coisa, nossas próprias concupiscências com o rosto no pó e os joelhos calejados. Essa luta não se vence com gritos, protestos, marchas, lobbies políticos e partidarismos, mas com lágrimas. Até caírem as escamas de nossos olhos e enxergarmos a dimensão espiritual que existe por trás da cortina da matéria continuaremos agindo como o servo de Eliseu, que não via o exército celestial do lado de fora de sua casa e desejava agir segundo os métodos do mundo e não os do Espírito..

Até lá, antes de pensarmos em ganhar o Brasil para Cristo, deveríamos nos preocupar em ganhar a nós mesmos para Ele. E isso diariamente. Pois é mediante a transformação pessoal, de um a um, alma a alma, no campo do micro, que alcançaremos o macro. Caráter. Espiritualidade. Intimidade com Deus. Estudo aprofundado das Escrituras. Leitura de autores sérios. Menos exultações e mais contrição. Amor ao próximo de fato, comprovado em atos. Sem atitudes como essas, ganhar a nação para Cristo é um sonho distante. E, honestamente, impossível..

Paz a todos vocês que estão em Cristo..

Jornalista Maurício Zagari

quarta-feira, 1 de junho de 2011

MASCARAS E FANTASIAS

A tarde frienta no Rio de Janeiro, não me agride, mas me faz feliz, isso porque costumo dizer que o frio do Rio não dói, mas nos faz sentir melhor, dormir melhor , comer melhor ,( os meus 81 kilos que o digam) mas me chama a atenção não somente isso no momento , mas enquanto meu amigo motorista aguarda o carro ser liberado da oficina eu fico a olhar alguns barracões em volta , e me confronto com um que agasalha dentro de si um amontoado de fantasias, sim, fantasias carnavalescas , agora sujas, amassadas, esquecidas, sem utilidade.

Ai logo pensei : Todas elas brilharam no sambódromo, soergueram estandartes, emocionaram as multidões que se aglomeraram nas arquibancadas, algumas tiveram nota 10 , outras nem tanto, mas balançaram-se ao som dos sambas enredos, com a luz noturna e a artificial , desenharam pra multidão um brilho espetacular.

Mas foi por alguns instantes, foram úteis por alguns dias , talvez tenham até passado por longos meses nos barracões, ou nas mãos de famosos costureiros e costureiras , mas passaram , simplesmente passaram e a realidade agora é o barracão, a sujeira, o desprezo , a indiferença, o esquecimento.

Há algum paralelo disso com os seres humanos , sim temos muitos que usam fantasias, mascaras, encenam um personagem que um dia vai acabar no barracão da vida, onde somente o pó será seu companheiro. Alguns nem perceberam que estavam vivendo o tempo todo personagens e que junto com suas fantasias um dia terminariam jogados num canto empoeirado junto com suas personalidades por que se fundiram a tal ponto onde , o homem o personagem e as fantasias se fizeram um .

Precisamos nos confrontar quanto a isso no dia a dia, onde somos obrigados a usar mascaras e fantasias para viver no meio de um povo hipócrita e interesseiro , de gente que esta mais propenso a te usar . Na sociedade hodierna quem não usa mascaras ou fantasias é tido como um anti social bruto e radical.

Penso que sobreviverão a essa época os caretas , os mascarados , os personagens de uma peça teatral mas que no final de tudo serão derrotados nas bilheterias do teatro da vida e todos ficarão como essas fantasias que vi , jogadas num barracão sujo , esquecidos , e sem um testemunho para a posteridade.

É tempo de jogar as mascaras e fantasias por terra, sejamos nós mesmos , mesmo que isso nos custe perdas materiais, nossa “honra” , dignidade ou até nossa moral fantasiada .

Ser verdadeiro e andar na verdade mesmo que seja o que alguns não entendem é bem melhor que usar mascaras e fantasias. Pense nisso , e comece a arrancar o que Deus não criou em você. Pense nisso...

AVISO AOS MEUS 5 LEITORES: Continuarei a escrever somente quando me vier inspiração ou quando aprender alguma lição como a desse dia que escrevi essa crônica...rsrsrs

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Decisão judicial impede Ordem dos Músicos do Brasil de atuar em eventos religiosos

A Ordem dos Músicos do Brasil não pode mais exigir que os músicos de igrejas apresentem a carteirinha de músico profissional segundo decisão judicial. A decisão da juíza federal substituta Veridiana Gracia Campos, da 1ª Vara Federal Cível de São Paulo, determina que a OMB “deixe de praticar qualquer ato que impeça ou atrapalhe a realização de eventos musicais religiosos em templos, igrejas e ambientes de natureza religiosa”. O julgamento vale para todo o território nacional e impede também que a OMB multe músicos membros das igrejas que não sejam inscritos na Ordem dos Músicos, e estabelece também uma multa de R$ 10 mil em caso de descumprimento, para cada prática irregular. O Ministério Público Federal em São Paulo (MPF-SP) considerou ilegal a fiscalização exercida pela OMB em templos e igrejas de outros cultos ao analisar o Mandado de Segurança impetrado na Justiça Federal de São Paulo pela Igreja Pentecostal Deus é Amor contra o Conselho Regional da OMB no Estado de São Paulo. Em junho de 2009, na Sede Mundial da referida Igreja, a banda que participava dos cultos foi surpreendida por uma fiscal da OMB, que impediu, mediante uma série de ameaças, que os músicos e a orquestra amadora executassem o repertório musical. A Igreja dirigiu-se ao Conselho Regional da OMB em São Paulo e não chegou a ser autuada. No entanto, uma nova advertência foi feita e a igreja foi avisada que, caso músicos não credenciados continuassem a realizar apresentações, a instituição seria multada. A igreja ainda foi incumbida de fiscalizar se os cantores e músicos eram associados da OMB. Após as ocorrências, a Igreja Pentecostal Deus é Amor entrou com uma ação na Justiça, e conseguiu que a OMB não pudesse mais realizar esse tipo de fiscalização em sua sede. O mandado de segurança foi julgado procedente pela Justiça. Após analisar uma cópia do mandado, o MPF-SP considerou ilegal a fiscalização e entrou com uma segunda ação, para que a decisão conseguida pela igreja valesse em todo o território brasileiro.

domingo, 8 de maio de 2011

FARAÓ E NOSSAS CRIANÇAS

Não é de hoje que nossas crianças são assediadas pelo diabo , não se espantem meus queridos 5 leitores , porque vocês não estão acostumados a me ver espiritualizando tudo , porque na verdade há coisas que são do próprio homem mesmo, Deus não se manifesta a respeito de algumas coisas que compete somente ao homem , como há coisas que Deus se associa ao homem para realizar e coisas que Deus executa sozinho.

Depois dessa pequena introdução repito que faraó esta assediando novamente nossas crianças. Explico: na fuga de Israel do Egito uma das propostas até que indecente era para que o povo e Moisés partissem mas deixassem as crianças..

O que Faráo pensou? ... bem penso que ele pensou que teria mão de obra gratuita com as crianças e que as mesmas poderiam se transformar até em objetos de rituais de feitiçaria quem sabe..

Faraó tinha em mente escravizar , mas Moisés disse não... elas também irão conosco. Hoje estamos precisando disso , de gente que diga não , nós queremos nossas crianças conosco..

Infelizmente as mães tem sido usadas por faraó a sacrificarem seus filhos abandonando-os nas lixeiras, nos córregos, nos quintais e até em igrejas. O vazio da alma a incredulidade, a falta de amor dessas mães é a característica do sacrifício infante nesses dias. A falta de fé é visível. .

Percebam que o velho ditado que onde comem dois comem três, onde comem três comem quatro, deixou de existir na mente de algumas mães que dizem abandonar seus filhos , por falta de condições financeiras. E porque também não falar que a falta de amor é também a característica principal do príncipe das trevas que desde Adão e Eva tem como objetivo roubar, matar e destruir..

Há uma disseminação do amor Eros , o carnal, que tem a missão de procriar sem querer criar, de por ao mundo sem ter que se responsabilizar em educar e alimentar. Já o amor phileo, o amor que espera, sofre, suporta, que da a vida sem querer nada em troca, é diminuto quase que nulo..

É claro que nos algozes de nossas crianças o amor Ágape , o amor de Deus praticamente não existe. Me visto do manto de misericórdia e me dispo da toga de juiz pois não tenho o direito de julgar essas mães, mas é bom frisar que estão sendo usadas por faraó que sempre teve o desejo que nossas crianças ficassem lá amassando barro pra ele..

Como evitar que nossas crianças acabem nas mãos dele? A igreja precisa orar, os pais precisam se afastar do jogo emocional do diabo, dizer não a qualquer proposta que inclua as crianças e serem firmes como Moisés que disse : nem uma unha deixaremos no Egito. Pense nisso...

quinta-feira, 28 de abril de 2011

MORRE DAVID WILKERSON

O pastor David Wilkerson, 79 anos, fundador da Times Square Church em Nova York, e autor de livros conhecidos como “A Cruz e o Punhal”, faleceu nesta quarta-feira em um acidente de carro numa rodovia do Texas. Ele perdeu o controle do carro e se chocou com um caminhão que vinha no sentido contrário.

Sua esposa Gwen também estava no carro e foi levada para o hospital juntamente com o motorista do caminhão. Não há notícias do hospital quanto ao estado de saúde deles..

A notícia do acidente começou a se espalhar rapidamente na noite de quarta-feira em sites de redes sociais como Facebook e Twitter. Rich, um primo de Wilkerson, confirmou a morte no Twitter. “Confirmo que meu querido primo David Wilkerson perdeu a vida num trágico acidente de carro esta tarde. Suas orações são necessárias neste momento”, escreveu ele..

Wilkerson postou em seu blog um artigo datado de 27 de abril – o dia da sua morte. Intitulado “Quando tudo mais falhar”, ele incentivou as pessoas que estão enfrentando dificuldades a “permanecerem firmes na fé”.

“Para quem passa pelo vale da sombra da morte, ouça esta palavra: o choro vai durar por algumas noites escuras e teríveis, mas em breve você vai ouvir o sussurro do Pai: ‘Eu estou com você’. Amado, Deus nunca deixou de agir, sempre com bondade e amor. Quando tudo mais falhar, o seu amor ainda prevalece. Segure firme em sua fé. Permaneça firme na sua Palavra. Não há outra esperança neste mundo. ”.

Wilkerson passou a primeira parte do seu ministério trabalhando em Nova York com membros de gangues e viciados em drogas, conforme relatou em seu best-seller “A Cruz e o Punhal”..

Em 1971, iniciou o World Challenge, ministério que cuidava de suas cruzadas, conferências, evangelismo e outras atividades. Em 1987 fundou a Igreja de Times Square, que hoje é liderada pelo pastor Carter Conlon e tem mais de 8.000 membros..

Wilkerson também fundou o Desafio Jovem, um programa cristão para recuperação de jovens viciados. Ele deixou esposa, quatro filhos e 11 netos..

Pra mim esse homem era um dos raros pastores que realmente pastoreava sem glamour e reconhecimento terreno, li seu livro a cruz e o punhal e assisti o filme , com ele aprendi com seus escritos. Seu legado fica nesse mundo como um exemplo eterno . Os céus ganham um guerreiro, o mundo esta mais pobre, carente de homens segundo o coração de Deus . Pr. Dário Ferreira

sábado, 9 de abril de 2011

NA CASA DO VIZINHO TUDO ACONTECE

Na casa do vizinho tudo acontece Na casa do vizinho que tem escândalos, que os filhos se viciam em drogas Na casa do vizinho que as moças se prostituem, ficam grávidas , e tem filhos aos montes

Na casa do vizinho que as mulheres traem ,os homens traem , e que se parece até um prostíbulo registrado na prefeitura . Na casa o vizinho tudo acontece, os oficiais de justiça batem a porta, os credores encostam os caminhões retiram os moveis que não foram pagos , ou até mesmo colocam o nome do vizinho nos órgãos de cobrança.

Na casa do vizinho tudo acontece, mas tudo de mal, tudo de ruim Aqui em casa tudo é bonito , tudo é perfeito , alguém já disse que família só e bonita em fotografia, mas na minha casa tudo é perfeito exceto na casa do vizinho Na casa do vizinho tem furacão, terremotos, tsunami, a usina nuclear deles, vaza material radioativo,

Na casa do vizinho , há enchentes que destrói toda uma cidade, e coloca os negros , os menos favorecidos na sargeta. É ... tudo isso na casa do vizinho . Na casa do vizinho o primeiro ministro é um devasso sexual, usa o dinheiro publico para pagar seus fetiches sexuais, isso na casa do vizinho ... Na casa do vizinho tem ditadura, e o ditador mata, grita, dita leis injustas, enriquece ilicitamente, ama e não quer se afastar do poder. Na casa do vizinho milhões de crianças, homens e mulheres vivem a margem da sociedade, jogados nas ruas, comendo biscoitos feitos de barro... Na casa do vizinho ... há na casa do vizinho parece que só tem neuróticos, psicopatas, malucos que entram em estabelecimentos comercias, escolas, hospitais e atiram matando gente inocentes , crianças e velhos...

Quantas vezes vi isso na casa do vizinho , quantas vezes critiquei a casa do vizinho , quantas vezes bati no peito por ver crises na casa do vizinho e quantas vezes fiquei indiferente aos problemas na casa do vizinho .

Mas agora tudo tem acontecido na minha casa, um de repente, veio cheio de deslizamentos, matando centenas nos morros do bumba, e na região serrana do Rio de Janeiro, os morros foram invadidos, os carros incendiados, as balas encontraram seus destinos no peito dos homens , mulheres , velhos crianças e jovens , e já não posso mais abrir as janelas de minha casa, já não posso nem mais caminhar , por que as coisas não acontecem somente na casa do vizinho .

De forma triste aconteceu mais muito mais em nossa casa, aconteceu aquilo que jamais imaginaria que poderia acontecer,de um psicopata entrar num lugar onde se constrói sonhos, onde se formam cidadãos, e com num ímpeto de fúria, rancor e devaneio uma arma apontada para nossos cidadãozinhos , eliminou os sonhos de futuros médicos, engenheiros, biólogos, advogados, jornalistas, ou talvez simplesmente cidadãos de bem que estavam sendo formados para compor uma sociedade justa e ordeira. O eco do estampido dos cartuchos que saiam dos revolveres 32 e 38 de Wellinggton soou como um grito de desespero para o próprio matador : NÃO FAÇA ISSO , VOCE ESTA ACABANDO COM SONHOS , VOCE ESTA DESTRUINDO SONHOS ... Mas como um louco surdo o destruidor de sonhos cumpriu o seu papel.

E não foi na casa do vizinho EUA, RUSSIA, INGLATERRA , foi na nossa própria casa. Será a ultima vez? Não .... teremos outras sim ... e nem duvide disso ... e não culpemos Deus, Deus não se ira a tal ponto , a ira de Deus o homem não suportaria. Mas a soma dos nossos pecados, a soma de nossa prepotência , a soma de nossas indiferenças , a soma de nossas falácias e hipocrisias é que nos arrastam para dentro de um circulo de mortes, dizer que a Internet, a modernidade é a culpada seria uma muleta quebrada para nos apoiarmos e seguirmos com nossos próprios defeitos , e complexidades sem ao menos pararmos para nos consertar.

Nós somos parte da massa que atira, que destrói sonhos, que vive apenas olhando para si , como o melhor, o mais digno . Até quando seremos assim ? PENSE NISSO...

segunda-feira, 4 de abril de 2011

IRMÃOS MAIS VELHOS NO DIVÃ DE DEUS

A cada decepção e preconceito que vem fazer parte do meu dia a dia sou presenteado por Deus com uma mensagem de Graça , Amor e Misericordia. A igreja que deve ser terapeutica , quer dizer , curar os feridos, tem em suas fileiras alguns que preferem ser o acusador e carrasco , por que não suportam ver Deus demonstrando o seu amor. No divã de Deus tudo é esclarecido caso o doente queira ser curado. Ouça e seja abençoado.

terça-feira, 22 de março de 2011

A CRIANÇA JA MORREU

Costumo dizer que não sou pregador, apenas mensageiro de mensagens ditadas por Deus, mas tenho a responsabilidade de ministrar o que é de Deus para minha vida e que pode ser util aos meus ouvintes.

Portanto, quando Deus me disse que a criança ja tinha morrido me apressei em gravar pra que outros sejam abençoados. Estou assim como Davi que não se prostrou diante da tragédia , faça voce o mesmo . Ouça , aprenda e viva

sexta-feira, 18 de março de 2011

Nesse mes de março completo 30 anos de serviço no rádio . O tempo passa depressa mesmo , desde a primeira rádio a universal em Santos, Rádio Clube, Radio do comércio , Rádio 88, e agora Rádio Boas Novas. Penso que posso fazer mais , informando, comunicando e alegrando .

Mas o que importa é que cheguei aqui e me alegro em ter o reconhecimento de muitos amigos e dentre eles do amigo Kadu um grande e famoso cartunista que morou em Barra Mansa mas não aguentou a saudade da linda cidade de Santos e voltou para lá se estabelecer. Ao amigo distante , mais perto o meu muito obrigado ..

A voces que gostam de nos ouvir e que nos incentivam a continuar tambem muito obrigado mesmo .
br> Dário Ferreira

domingo, 13 de março de 2011

DEIXA PRA LÁ

Deixa pra lá, deixa pra lá, deixa pra lá e deixa pra lá, espero não estar plagiando ou sendo repetitivo mas deixa pra lá, o que quero mesmo é incentivar você a deixar pra lá, se coisas do tipo que alguém te prometeu e não cumpriu... deixa para lá.... se preferiram virar o rosto a te olhar e esboçar um sorriso ....

Deixa pra lá, se os filhos já não te tem mais como prioridade em suas vidas, não te telefonam, não querem saber de você e sua saúde, deixa pra lá, se te esqueceram, se aqueles momentos com velhos amigos já não existem mais, se eles já não tem tempo para visitá-lo ou que não valorizaram os momentos que você este perto.

Deixa pra lá se aquele ou aquela a quem amas no quente da discussão jogou palavras que te entristeceu, afinal de contas palavras são como flechas que lançadas não voltam mais..

Deixa pra lá se o patrão não desejou bom dia se aquele aumento tão prometido por ele não chegou, deixa pra lá se o vizinho não te quer como amigo, se não conseguistes trocar de carro , se não chegastes a tempo de pagar a duplicata no banco , se perdeu o horário do ônibus , se te trataram mal no trânsito ....

Deixa pra lá, deixa pra lá mesmo pois afinal de contas precisamos ter um caso de amor conosco , sim isso mesmo eu preciso ter um caso de amor comigo mesmo, me entendendo mais, me surpreendendo mais comigo mesmo, me desejando ver com um sorriso mais aberto, preciso me amar mais me valorizando , aumentando meus sentimentos de amor , de paixão , me instruindo lendo, escrevendo, até certo ponto sendo “egoísta” tipo primeiro eu , segundo eu e terceiro eu , pois como poderei amar alguém se em primeiro lugar não me amar..

A técnica do deixa pra lá me fará sofrer menos, e cuidar mais de mim , por que poderei ajudar a quem esta vivendo uma vida de mensageiro do caos..

Deixa pra lá significa que estamos acima de qualquer sentimentozinho de qualquer questão mesquinha , que nos fazem ficar a beira da estrada parado lamentando e nos afogando nos porões da depressão. Deixa pra lá significa viver sem nós , sem as bagagens , sem as tralhas que no dia a dia nos atraem como imãs, deixa pra lá é viajar livre pela estrada da vida. .

Portanto, deixa pra lá o passado por que não se pode mudá-lo, deixa pra lá se o presente não é tão presente como você esperava , mas se prepare para um futuro bem melhor deixando pra lá tudo que pode fazer o seu futuro chegar avariado , estragado, sem os alicerces da felicidade..

Vamos deixar pra lá? Eu vou deixar pra lá por que eu quero que o meu caso de amor comigo mesmo de certo.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Quando uma igreja fica sem Graça

depois do texto do Pr. Ricardo Gondin que postei nesse blog , agora recebo mais um que choca e confronta

O Pr. Gondin foi duramente atacado pela midia por não querer um país evangélico, acompanhei entendendo que o povo gosta mesmo de tudo o que se vê por ai , sem tirar nem por .

Congrego numa denominação que esta longe de tudo isso e louvo a Deus pela vida do nosso líder que é tão sensato dentro de suas possiblidades e ensina o povo a como se conduzir olhando somente para Cristo .

Mas infelizmente temos alguns que preferem ver o seu povo errante por não ser desvendado a eles as escrituras sagradas. Recebo todas as criticas contra e a favor das postagens , mas me preocupo quando o povo não pensa e que esta acostumado a comer comida "genérica" leia com um sentimento de querer ver o o ótimo e a excelencia da palavra na Igreja cheia de Graça.

Pr. Dário Ferreira.

Como alguns já disseram, a Igreja é uma comunidade terapêutica com a missão de mostrar o caráter de Cristo através das boas obras e que resulte em valorização, crescimento e libertação do ser humano lhe dando uma nova perspectiva de vida em Graça.

Graça essa que não impõe, manipula, impropera vitupério nem vende ilusões de uma fé acessível pelo poder de aquisição da indulgência pelo fiel.

Como gostaria que isso fosse unanimidade entre todas as nomenclaturas religiosas que se propõem a serem voz de Deus, mas que por suas atitudes autenticam que são filhas das trevas, pois não enxergam um palmo a frente do nariz.

Partindo do pressuposto de que Igreja “gr. ekklesía” é a convocação individual, que ganha contornos de expressão plena na coletividade, é que levanto a questão: “Quando Uma Igreja Fica Sem Graça?

Quando movimentos como “Marcha para Jesus”, “Gideões Missionários”, “ Shows do Diante do Trono” entre outros, que tem o potencial de se tornarem em manobra de massas, conseguem mobilizar e motivar mais pessoas do que uma convocação para assistência social ou socorro aos desamparados vitimados pelas tragédias da vida.

Quando dízimos e ofertas que são tão anunciados e acariciados por líderes que dependem deles, são destinados para “fins sem fim”, menos para alimentar o faminto, socorrer o necessitado e amparar o maltratado.

Quando as músicas cantadas são para excitar o psicológico que precisa de uma overdose de adrenalina gospel, com clichês cansativos, maçantes e vazios do tipo: “vai chover”, “fogo e glória”, “restitui”, “unção de dupla honra”, “rio de benção”, “geração de excelência”. A lista é longa e rasa de conteúdo, e os louvores são para exaltar o mimado adorador e não ao Senhor.

Quando as vestimentas e os “pêlos” dos santos se caracterizam como meio de santidade, violentando a Graça e deixando absolutamente claro que a obra de Cristo na cruz não foi suficiente e perfeita, precisando assim ser melhorada com coisas do tipo: Vista isso e não aquilo, bigode pode, barba é do capeta, cabelo não se corta, perna não se rapa. Ah... me poupe!!!

Quando os meios justificam os fins numa conspiração maquiavélica onde o importante é o que funciona e dá certo, não importando se é ético, coerente e honesto. Nessa corrente de pensamento, sal vira tapete de exorcismo, rosa ganha status de ungida, sabonete se consagra como terapêutico e método divino de cura, óleo de soja Lisa se transforma em azeite de Israel, fitinha vermelha amarrada no braço vira proteção do “Padroeiro Jesus”, suor do pregador é material de milagre, paletó de “profeta” proporciona boliche humano, e aí não existem limites para as esquisitices e aberrações da “Gospel Lândia”.

Quando metodologias de crescimento e gestão eclesiástica são sacralizadas e divulgadas com a “áurea” de “estratégia do coraç ão de Deus”, para que os membros sejam manipulados a fazerem adesão as ambições de um líder egocêntrico, menosprezando assim a simplicidade do Evangelho e a ação de convencimento do Espírito Santo.

Quando programações e campanhas intermináveis são o carro chefe de “entretenimento do povo”, um artifício para prender o rebanho e não deixar que comam em outro pasto, ou que desenvolvam consciência própria, o que ameaçaria o monopólio gerencial sobre a vida alheia.

Quando as normas e o estatuto da denominação ganham um altar de idolatria no coração, tendo assim o poder de influenciar para que não se salve uma vida no sábado porque a lei não consente, ou, segregar alguém na santa ceia porque o regulamento interno “do Tribunal Justiceiro”, não permite que se usufrua do direito legítimo de ir ao cinema ou jogar futebol. É a supremacia das regras da religião subjugando os sentimentos e individualidade do ser humano.

Quando batalha espiritual e experiências místicas carregadas de emocionalismo e terrorismo infernal, ocupam mais tempo do que a exposição da Palavra e a comunhão entre os irmãos.

Quando as pessoas se sentem motivadas a irem a uma reunião, só por causa do líder pop star que é carismático e ministra aquilo que a “Vox Populi” deseja ouvir, ainda que não seja procedência da “Vox Dei”.

Quando os menos favorecidos e de menor contribuição financeira são esquecidos, e os mais abastados e de maior contribuição sã o paparicados.

Quando títulos eclesiásticos que são tão reverenciados e evocados pelos “clérigos do púlpito”, se tornam ocultamente no coração, o motivo de repreensão, disciplina e exclusão por não se dirigirem a “vossa santidade” pelas prerrogativas por ele conquistada com tanto empenho no “plano de carreira ministerial”.

Franklin Rosa

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

SAUDADE SAUDÁVEL



Pois bem … o titulo acima parece um tanto estranho mas eu explico : a saudade quando machuca corroem a alma e o corpo , saudade boa mesmo é aquela que nos da prazer nos faz sonhar voltando no tempo e sentindo o prazer de ter vivido naquele tempo época ou momento.Tenho vontade de ser uma eterna criança, mas a natureza não me permiti isso então eu me permito viajar , me ver no meio do mato com o famoso estilingue que nunca acertou um passarinho, e aquelas armadilhas de bambus que armávamos e no final do dia íamos soltar as aves que ali caiam.

Ah! Agora cheguei na rua da venda do seu Euclides que comprávamos aquele doce de maria mole, ou os famosos chicletes Adams. As ruas princesa Isabel, Tambaú , onze e São Jorge localizadas na pequena cidade de Vicente de Carvalho nos recebiam de braços abertos mesmo sabendo que o que nós queríamos mesmo era sugar delas o que nos dava prazer como : ir a casa dos amigos trocar as figurinhas carimbadas dos profissionais da época, sim, eu disse figurinhas com fotos dos nossos atletas do futebol ,e segue alguns, Pelé, Garrincha , Mengálvio, Joel, Rivelino ,Tostão, Jairzinho e tantos outros.

Era uma assumidade assistir Jim das selvas, Tarzan com Ron Eli ou Johnny Weissmuller , que trazia o pequeno Boy , Jane e a macaca Chita, também o herói voador japonês Nacional Kid com sua capa branca que vencia os grandes monstros, e a tarde o robô gigante nos esperava antes da novelinha, a pequena órfã. E na casa da vovó na rua Rui Barbosa não se perdia as novelas de rádio , bem como as historinhas infantis que me fazia viajar pra dentro do receptor, e parecia que todos os personagens adentravam sala a dentro. Era inacreditável mas nossa segurança quase que não existia, com os portões de madeiras com as taramelas que chamávamos de tramelas, as cercas de ripas , os jardins de rosas com terras pretas aos pés, e la fora os becos ladeados por matos , plantas e arvores. As ruas quase que não existiam.

Bebíamos água de torneira, ou mangueira, jogávamos futebol com bolas de meias recheadas de pano, rodávamos os pneus de bicicletas, rodinhas de carrinhos de feira, e invejávamos os amigos que tinham autoramas , ou trens elétricos, mas nos satisfazíamos, com nossos primitivos mas gostosos brinquedos.

Ter saudade saudável e bom demais, até parece que vejo a vovó entrando no quarto e deixando ao lado da cama o pão com manteiga e o café com leite.Não tínhamos internet, celular, quartos decorados,televisão,não viajávamos para a Disney, nem passeávamos nos shoppings até porque na época não existiam, mas os trens , bondes, carros tipo karmann Ghia, Gordini, Aero Willians e tantos outros nos faziam viajar longe ao ouvir o ronco dos seus motores.

Dizer benção Pai , benção mãe era um costume que nos fazia felizes por que acreditávamos na benção que eles nos ministravam. Tudo isso fazíamos , tínhamos ou não tínhamos e mesmo assim éramos felizes. Agora voltei ao presente e me sinto roubado, saqueado, meio que sem lenço sem documento, sem ouvir Roberto Carlos cantando : Ana que saudades de você, me sinto como cantava o poeta de forma triste : a garota que eu adoro por quem tanto choro não pode me ver, ou até mesmo aquela que cantei com os amigos da classe do colégio Napoleão Laureano famoso mercadinho : Era um garoto que como eu amava os Beatles e os rolling stones, e tantas outras que minha professora de musica gostava de me ouvir cantar. Hoje nada mais de filas e hino nacional antes de entrar em classe, nem tão pouco levantar-se quando alguém de mais idade entra na sala.

É ... estou mesmo sentindo saudades que não machucam e que me fazem viver intensamente por que o hoje amanhã será uma gostosa saudade .

Não é proibido sentir saudade saudável

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Deus nos livre de um Brasil evangélico

ESTOU DE COMUM ACORDO COM PR. GONDIM POR ISSO TRANSCREVI NA ÍNTEGRA O QUE ESCREVEU SOBRE ESSE NEGÓCIO DE BRASIL SE TORNAR EVANGÉLICO. EU VOLTEI ATRÁS COM MEU DISCURSO DE QUE IRMÃO VOTA EM IRMÂO E QUE O BRASIL SÓ TERÁ JEITO COM LÍDERES POLITICOS EVANGÉLICOS
OS EXEMPLOS DOS QUE CHEGARAM AO PODER ME PERMITIU MUDAR DE OPINIÃO LEIA E ENTENDA

Começo este texto com uns 15 anos de atraso. Eu explico. Nos tempos em que outdoors eram permitidos em São Paulo, alguém pagou uma fortuna para espalhar vários deles, em avenidas, com a mensagem: “São Paulo é do Senhor Jesus. Povo de Deus, declare isso”.

Rumino o recado desde então. Represei qualquer reação, mas hoje, por algum motivo, abriu-se uma fresta em uma comporta de minha alma. Preciso escrever sobre o meu pavor de ver o Brasil tornar-se evangélico. A mensagem subliminar da grande placa, para quem conhece a cultura do movimento, era de que os evangélicos sonham com o dia quando a cidade, o estado, o país se converterem em massa e a terra dos tupiniquins virar num país legitimamente evangélico.

Quando afirmo que o sonho é que impere o movimento evangélico, não me refiro ao cristianismo, mas a esse subgrupo do cristianismo e do protestantismo conhecido como Movimento Evangélico. E a esse movimento não interessa que haja um veloz crescimento entre católicos ou que ortodoxos se alastrem. Para “ser do Senhor Jesus”, o Brasil tem que virar "crente", com a cara dos evangélicos. (acabo de bater três vezes na madeira).

Avanços numéricos de evangélicos em algumas áreas já dão uma boa ideia de como seria desastroso se acontecesse essa tal levedação radical do Brasil. Imagino uma Genebra brasileira e tremo. Sei de grupos que anseiam por um puritanismo moreno. Mas, como os novos puritanos tratariam Ney Matogrosso, Caetano Veloso, Maria Gadu? Não gosto de pensar no destino de poesias sensuais como “Carinhoso” do Pixinguinha ou “Tatuagem” do Chico. Será que prevaleceriam as paupérrimas poesias do cancioneiro gospel? As rádios tocariam sem parar “Vou buscar o que é meu”, “Rompendo em Fé”?

Uma história minimamente parecida com a dos puritanos provocaria, estou certo, um cerco aos boêmios. Novos Torquemadas seriam implacáveis e perderíamos todo o acervo do Vinicius de Moraes. Quem, entre puritanos, carimbaria a poesia de um ateu como Carlos Drummond de Andrade?

Como ficaria a Universidade em um Brasil dominado por evangélicos? Os chanceleres denominacionais cresceriam, como verdadeiros fiscais, para que se desqualificasse o alucinado Charles Darwin. Facilmente se restabeleceria o criacionismo como disciplina obrigatória em faculdades de medicina, biologia, veterinária. Nietzsche jazeria na categoria dos hereges loucos e Derridá nunca teria uma tradução para o português.

Mozart, Gauguin, Michelangelo, Picasso? No máximo, pesquisados como desajustados para ganharem o rótulo de loucos, pederastas, hereges. Um Brasil evangélico não teria folclore. Acabaria o Bumba-meu-boi, o Frevo, o Vatapá. As churrascarias não seriam barulhentas. O futebol morreria. Todos seriam proibidos de ir ao estádio ou de ligar a televisão no domingo. E o racha, a famosa pelada de várzea aconteceria quando?

Um Brasil evangélico significaria que o fisiologismo político prevaleceu; basta uma espiada no histórico de Suas Excelências nas Câmaras, Assembleias e Gabinetes para saber que isso aconteceria. Um Brasil evangélico significaria o triunfo do “american way of life”, já que muito do que se entende por espiritualidade e moralidade não passa de cópia malfeita da cultura do Norte. Um Brasil evangélico acirraria o preconceito contra a Igreja Católica e viria a criar uma elite religiosa, os ungidos, mais perversa que a dos aiatolás iranianos.

Cada vez que um evangélico critica a Rede Globo eu me flagro a perguntar: Como seria uma emissora liderada por eles? Adianto a resposta: insípida, brega, chata, horrorosa, irritante.

Prefiro, sem pestanejar, textos do Gabriel Garcia Márquez, do Mia Couto, do Victor Hugo, do Fernando Moraes, do João Ubaldo Ribeiro, do Jorge Amado a qualquer livro da série “Deixados para Trás” ou do Max Lucado.

Toda a teocracia se tornará totalitária, toda a tentativa de homogeneizar a cultura, obscurantista e todo o esforço de higienizar os costumes, moralista.

O projeto cristão visa preparar para a vida. Cristo não pretendeu anular os costumes dos povos não-judeus. Daí ele dizer que a fé de um centurião adorador de ídolos era singular; e entre seus criteriosos pares ninguém tinha uma espiritualidade digna de elogio como aquele soldado que cuidou do escravo.

Levar a boa notícia não significa exportar uma cultura, criar um dialeto, forçar uma ética. Evangelizar é anunciar que todos podem continuar a costurar, compor, escrever, brincar, encenar, praticar a justiça e criar meios de solidariedade; Deus não é rival da liberdade humana, mas seu maior incentivador.

Portanto, Deus nos livre de um Brasil evangélico.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

EPISTOLA DO CARÁTER E DA SANTIDADE



A santidade deve ser a marca do cristão, mas eu creio que não há santidade sem um caráter forjado, e quando falo de caráter , falo de traços que perfilam o individuo, tal como ser educado, cumpridor com seus deveres, realmente crente, não maldoso, respeitador.

Ufa!!! São tantos os atributos para um bom caráter que parece que um individuo não conseguirá nunca se portar de maneira digna perante a sociedade. Eu penso que tudo isso é dever do ser humano, Mas eu creio também que ninguém seguirá com esses traços sem a interferência do Espirito Santo, que nos ajuda em tudo. Ser tudo isso com a força própria é quase que impossível.

Não adianta não matar , não roubar, não adulterar, não cometer qualquer desatino desses considerados aberrações se não consigo refrear a língua ou até mesmo descer da cadeira de juiz ,se não desabotoar a toga , se também não consigo desviar meus olhos das pernas da vizinha, se não consigo me dominar perante uma proposta vergonhosa de corrupção no transito, ou na troca de preços das etiquetas em um supermercado ou loja.

Só mesmo com a interferência do Espirito Santo, Ele que é Santo nos ajudará nas nossas fraquezas, não adianta por a capa de Naamã, novamente me repito, que quando saia de casa, se apresentava para seus soldados tinha como amiga a capa que escondia de todos a carne podre, e seu corpo esburacado pela lepra. Mas ao retornar pra casa a família sofria com o cheiro de carne em decomposição.

Viver a verdade nos faz marginais perante os religiosos que não nos perdoam, mas é tão bom ser corajoso, assumir, erros , pecados, ter a graça a misericórdia em nós e vivermos muito bem , com Deus. Santidade, caráter,confissão , verdade, fazem parte daqueles que conhecem a graça , aceitam a graça .

Triste dos que a desconhece, porque vive a vida pela metade, não são pecadores e nem cristãos declarados.

Não sendo quentes e nem mornos serão vomitados da boca de Deus naquele dia. Pense nisso.

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

PREGANDO PRA MIM MESMO ... CLICK E OUÇA

Essa mensagem Deus inspirou minha amiga de faculdade teológica pastora Rose Prado que postou em seu blog, e ouvi Deus falando claramente comigo. A palavra não tem dominio humano é livre e por isso a usei em meu programa de rádio , apesar que pedi consentimento a minha amiga...rsrsrsrs. Falando sério ... essa é uma das mensagens que vem fechar um ciclo de tempestades em minha vida , creio que será util pra vc pois ao terminar pessoas telefonaram chorando falando da profundidade da mensagem.Ouça .. pois a inspiração Deus deu a pastora Rose Prado , a voz é minha , mas a palavra é de Deus

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

MUITOS TEMPLOS... IGREJAS VAZIAS

O que vou falar aqui é um retrato superficial do que vemos no dia a dia da igreja. Há uma confusão de estar no templo e ser a igreja .

O templo é frio ,um amontoado de pedras , decoração, grandes ou pequenos são até acolhedores, a sua função é essa e ele cumpre cabalmente. Não é surpresa eu dizer que todos estão lotados de gente , salvo aqueles que tem a frente alguém que não tem eloqüência e um espírito de liderança.

Talvez você me pergunte: E o chamado? A vocação? Eu lhe responderia sem medo de errar que hoje isso já não conta. Primeiro por que o que alguns líderes querem é que o serviço seja feito, da forma que será feito não importa mesmo , desde que se faça , que se “ganhe almas”, que se multiplique, que cresça, que se garanta expandir ö “reino”. Não importa que tipo de alimento será dado as ovelhas, e o que será tirado delas. .

Pois bem ...Com o crescimento da demanda que inclui , gente sofrida, depressiva, perdida, os templos estão lotados, por que as outras religiões não atingiram a satisfação pessoal do necessitado que correm e lotam os templos.

Mas não é surpresa também em dizer-lhe que a igreja é diminuta, pequena, ínfima, inclusive a invisível triunfante que será tomada, raptada pelo noivo Jesus.

Eu explico: Estamos vazios de conteúdo, de vida saudável, de gente que busca Deus, que não ousa surpreender a Deus ,mas que se deixa surpreender por Sua voz, a igreja hoje esta vazia do amor ágape que da a vida pelos irmãos riscando da bíblia I João 3.16 e sem entender postando em out dors João 3.16 .

A igreja esta vazia de humildade, simplicidade, a igreja de Cristo mesmo esta vazia de milagres como a quarenta anos atrás, vazia do evangelho de cruz ,sufocada por um evangelho que garante paz , amor, alegria e muito dinheiro. A igreja esta vazia de misericórdia, de graça e compaixão que tanto seu fundador ensinou..

Estamos indo por estradas diferentes,restam apenas alguns que ainda estão no caminho, alguns que não precisam de glamour, holofotes, se apresentar bem aos homens e se esquecendo de Deus assim como Naamã, por trás da capa apenas lepra.

Os templos estão cheios de pompa, cadeiras estofadas,iluminação, som, nada mal tudo é bom ,mas o que incomoda o coração de Deus é o que falta nela.....

.

Pense Nisso...

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

RESPOSTA DO GARIMPO

Graça e Paz... Quando te ... Vejo Davis... Vejo Sansões... Vejo Pedros... Vejo Paulos... Vejo Elias... Vejo Timóteos... Vejo um homem, como os demais homens da bíblia, Que chora como o mestre chorou, que dança como davi dançou, talvez com uma força igual a de sansão, que nega como Pedro negou... Mas depois chora amargamente, como Paulo que combateu um bom combate e que guardou a fé, como Elias que foi pra caverna depois de ter matado muitos, como Timóteo que aprendeu muito com Paulo e como Gamaliel que ensinou muito a Paulo... Vejo um homem que precisa de alguém para conversar acima de qualquer coisa, como o ser humano precisa, independente de ser cristão, vejo alguém que chegou onde quis chegar e que está onde escolheu estar, e que vai ir onde desejar, Fico feliz em saber que me conhece a tão pouco tempo e escrever que as amizades que tenho não é pelo que se têm mas pelo que se é. Apesar do que; onde fui criado a bola era de meia, as traves eram de pedras, a mochila era saco plástico de arroz, e quando faltava o açucar sabia que a vizinha ia emprestar sem te olhar com cara feia e sem te discriminar, pois amanhã ela ia precisar de alguns dentes de alho, algo mais parecido com o feudalismo, sabe? Onde as pessoas se conheciam de verdade, de sentar para comer e saber que existia algo mais valioso do que a alcatra ao molho de laranja "que por sinal estava muito bom", algo mais valioso do que a bola de meia, aquilo era só um pretesto para nos reunirmos, algo mais importante que as pedras... era nossa amizade que é guardada até hoje, algo mais importante do que a sacola plástica de arroz era o conteúdo dentro dos cadernos e o mais importante que o açucar ou os pequenos dentes de alho era a grande amizade e proteção que sabia que morava ao lado; invertemos os valores e trocamos o incorruptível pelo corruptível, a amizade foi trocada pelo o que você têm ou pelo o que você pode me dar. As amizades das crianças hoje são selecionadas: - Quero ir na casa do meu "amigo" por que lá tem play II, é pela amizade, ou é pelo play ? Não sei... Não sei... E não sei... só sei de uma coisa... Que saber a verdade? Acho que nem de uma coisa eu sei. Sei lá. Ah deixa pra lá... Pare de chorar por que não dá pra te imaginar assim e venha lançar comigo um dos corais mais adoradores da American no Brasil em o Templo Pentecostal !!! Seu Amigo, Pr. Juarez Ferreira.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Garimpando

Sentar a frente do computador vem sempre acompanhado do desejo de escrever, e a pergunta sempre ecoa: O que? As vezes até me esforço para que a famosa inspiração me invada, mas nada melhor que receber um amigo em casa pra comer juntos um arroz com feijão acompanhado de um bife de alcatra com molho de laranja.
O visitante disse que gostou, será que é pra não perder a educação a compostura ou o amigo? Seja lá o que for que o amigo tenha sentido com relação ao almoço, tudo terminou bem na base do momento de oração, conversas do tipo sonhos, sonhos e sonhos e uma leve empurradinha no carro, eu disse no carro não no convidado que investiu duas horas ou mais de seu tempo para aliviar o estresse de abandono.
Eu iniciei dizendo sobre escrever, inspiração e talvez você esteja dizendo , que é isso ? Levou a conversa do Sul para o Norte?. Pois bem ,eu explico: è que amigos não são feitos em fábricas ou em série, é uma raridade hoje em dia e é muito importante que os poucos amigos que se tenha sejam atraídos para perto de você por que isso lhe ajuda na caminhada, na paciência para aguardar realizações de sonhos , os amigos não estão interessados no que você tem ,no cargo que voce ocupa , mas no que você é, se interessam por suas palavras , pois as mesmas são como balsamo para suas vidas.
Mantenha-se sempre longe daqueles que são ingratos, materialistas, frios e religiosos, pois esses tais nos atrasam a vida.
Como dizem os antigos: Antes só do que mal acompanhado. Ficar só não é bom então garimpe e ache a jóia da verdadeira amizade.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

A GRAÇA É SUFICIENTE PARA O PECADOR

O TEXTO ABAIXO NOS REVELA O QUANTO A GRAÇA É SUFICIENTE PARA TERMOS O PERDÃO DE CRISTO , E QUE NÃO É POR ESFORÇO PROPRIO QUE A OBTEMOS . SOMOS MUITO LEGALISTAS QUANDO FAZEMOS SACRIFICIOS HUMANOS TAIS COMO SUBIR MONTES, JEJUNS DE 40 , 50 DIAS OU ATÉ MESMO LONGAS ORAÇÕES COM CHOROS E SUPLICAS . E AI DISCRIMINAMOS NOSSOS IRMÃOS CATÓLICOS DIZENDO QUE ELES SÃO IDOLATRAS E ETC TAL . VAMOS DEIXAR A GRAÇA E O SANGUE DE JESUS CRISTO SEREM SUFICIENTES?
O apóstolo Paulo termina sua carta aos gálatas com um lamento:
"Sem mais, que ninguém me perturbe, pois trago em meu corpo as marcas de Jesus" (Gálatas 6.17)
Claro: pensei: Paulo falaria comigo assim? Se eu estivesse anulando a graça, sim. Perturbo Paulo? Perturbo-o, distraindo sua atenção com as minhas práticas? Perturbo-o, pedindo-lhe com que se ocupe com assuntos já resolvidos? Paulo diz:
. Não me venha com legalismo. Eu sei que o legalismo pressupõe que o meu comportamento me torna aceitável para Deus. Legalista, olho para o ladrão na cruz pedindo graça e lhe digo: agora, depois de tudo o que você fez? Você não merece. Mas o que Jesus lhe diz: hoje mesmo estarás comigo no paraíso. Gemo: que absurdo. A graça tem uma lógica absurda, mas é a única que funciona. A lógica da lei me dá a falsa sensação de que sou bom, até o próximo pecado me mostrar quem eu sou. É dura a luta contra o legalismo, que está no meu DNA, depois que o meu pecado primeiro me corrompeu. Por causa desse DNA corrompido, fixo meus olhos no mérito: anulo a graça, tornando inútil o sacrifício de Jesus na cruz, ao fazer os meus, mas os meus sacrifícios não me salvam; só os do Salvador. Por isto, Paulo me grita: não me perturbe com o seu legalismo. Você não é merecedor da bênção de Deus porque é obediente. Bênção não é conquista; é graça. Mereço ouvir isto?
Paulo diz: . Não me venha com práticas que afastam do Evangelho. Eu sei que circuncisão não é mais uma exigência espiritual. Circuncisão é para os descendentes biológicos de Abraão. Festas judaicas são só para judeus. Liturgias judaicas são só para judeus. Sábado é só para judeus. Para eles fazem sentido. Até para cristãos judeus cristãos, fazem sentido. Para cristãos brasileiros, não fazem. A linda estrela de Davi não é para entrar nos templos cristãos. Chifres (shofar) não são para a liturgia cristã. As regras do Levítico não são para os cristãos, que devem conhece-las e aplicar seus princípios. O espírito da lei continua vivo. A letra da lei deve morrer, para que a graça de Cristo brilhe. Tenho vivido de modo a merecer o lamento paulino? ISRAEL BELO DE AZEVEDO

Quem sou eu

Minha foto
Volta Redonda, Rio de Janeiro, Brazil
Assunto: Radialista, e atuo como comunicador na rádio 88 fm há 14 anos , atualmente exerço mimha função de locutor na radio boas novas no Rio de Janeiro , uma empresa do mesmo grupo 88 . Tenho tido experiencias tremendas nessa área . obrigado a todos que se interessam em ler meus escritos quer seja por admiração ou por criticas