Seja Bem vindo a minha página

ABANDONE DE VEZ SUAS PONTUAÇÕES E RENDA-SE COM TODA SUA PECAMINOSIDADE AO DEUS QUE NÃO LEVA EM CONTA NEM OS PONTOS , NEM AQUELE QUE OS MARCA, MAS VÊ EM VOCÊ , SOMENTE UM FILHO REMIDO POR CRISTO- Thomas Merton

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013






 



 A VITÓRIA DEPENDE DA NOSSA REAÇÃO


 

I SAMUEL 22.1

 

O que a caverna  faz

 

Na caverna, Davi escuta sua própria voz, ouvindo os lamentos de seus companheiros, suas histórias e dificuldades de entender seus tropeços. Na caverna não havia lugar para pessoas como Elifaz, Zofar, e Bildade, que analisaram o problema vivido por Jó como fruto do seu pecado. Graças a Deus na caverna, todos os que ali se encontravam, podiam se compreender e nada cobrar pois eram todos humanos.

A caverna era o refúgio para quem precisava parar, pensar e tentar entender seus caminhos. Na caverna o líder não era um homem insensível, que nunca teve problemas em sua vida, perfeito em todas as suas atitudes. Ao contrário, Davi também tinha o seu problema. Estava aprendendo a compreender a dor das pessoas, a partir da sua própria dor. Também aprendia a valorizar cada pessoa que se ajuntava a ele. Passava a ver o potencial de cada um, suas virtudes e defeitos. Ali todos precisam de um milagre. Não havia profetas de plantão a ministrar milagres na vida dos outros.

Na caverna não havia como mentir pois todos estavam no mesmo barco e o "status quo" deixou de ser algo a ser perseguido. Agora é hora de pensar em sobreviver, sem luxo, sem requinte, sem floreios, sem subterfúgios, sem maquiagem. Não há discriminação quanto a nada, pois todos estão no mesmo barco.

 Também ali, na caverna, era lugar de profunda aprendizagem espiritual. Chegara o momento de Deus falar coisas sérias a Davi, exigir-lhe obediência e submissão. Na caverna é lugar de "conversa de homem para homem". Aquelas conversas difíceis, onde derramamos nossa alma diante de Deus, questionando os fatos, o mal, a angústia.

Davi precisava ouvir o Senhor falar, orientá-lo quanto a que rumo tomar. Quando estamos por baixo, endividados, angustiados, e às vezes até sem força para orar, tornamo-nos sensíveis ao Senhor e à sua voz. O quebrantamento vem com a dor. Há revelações profundas de Deus a nós quando estamos refugiados na caverna de Adulão. Jacó vive seu Peniel, vendo Deus face a face, ficando ele só, no vau de Jaboque. Ele vivia um momento de grande  apreensão com a aproximação de Esaú que procurava matá-lo, e no pior momento, Deus se revelou, mudando-lhe o nome e o livrando.

A igreja precisa ser uma Caverna de Adulão! Um lugar receptivo, sem preconceitos e rico em aprendizagem. Não há vergonha em passar por períodos de tribulação. Mas é preciso aprender o que Deus quer nos ensinar para que a experiência valha a pena

muitas São as aflições dos justos , mas o senhor os livra de todas .SALMOS 34.19

não é de se admirar o quanto a humanidade de hoje tem sofridos em todos os aspectos da vida.por mais que sejam abastecidos financeiramente são infelizes e atropelados pelas diversas nuances da vida. pelos ataques externos e internos.a depressão , a angustia, o choro, são companheiros inseparaveis da humanidade . e como reagir, e como chegar a vitoria? como ser vencedor em meio a tragédias. a biblia nos da exemplo de um homem que foi experimentado em batalhas e que sabia como superar suas dores e aflições. davi ...



A Bíblia conta-nos um episódio na vida de Davi em 1 Samuel 30.1-19 que nos leva a refletir acerca de nossas próprias atitudes no que se refere aos momentos   difíceis que muitas vezes enfrentamos no cotidiano.

Conta-nos que Davi voltara de uma de suas batalhas juntamente com seu exército e diga-se, de passagem, que era um exército de homens bem problemáticos conforme relatado em 1 Sm. 22.2 "Ajuntaram-se a ele todos os que se achavam em aperto, todos os endividados, e todos os amargurados de espírito; e ele se fez chefe deles; havia com ele cerca de quatrocentos homens".  Homens que apesar de "problemáticos" eram dispostos, capazes e voluntários para lutar lado a lado com o escolhido de Deus - Davi.Depois da batalha, ao chegar a Ziclague, cansados, desejando o aconchego do lar, o abraço da esposa, o carinho dos filhos, encontraram na verdade, a cidade saqueada, destruída pelo fogo e as mulheres e crianças levadas cativas... um quadro desolador!

 Diante desta tragédia foram surgindo algumas reações típicas do ser humano:

1ª. REAÇÃO: Lamentar o prejuízo!

1 Sm. 30.4 "Então Davi e o povo que se achava com ele alçaram a sua voz, e choraram, até que não ouve neles mais forças para chorar".

Fisicamente cansados e emocionalmente abalados choraram, lamentaram, gritaram! Quem sabe até dissessem: "- Senhor, por que tudo isto nos sobreveio? Não somos teus filhos, teus escolhidos?" A Bíblia não menciona, mas podemos imaginar muitas indagações, questionamentos - atitude natural do ser humano frente aos reveses da vida! Sabemos que há vários tipos de choro: o choro da perda, da dor, do luto, do quebrantamento... Porém, seja qual for o motivo do choro a Palavra de Deus nos ensina que "O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã" (Sl.30.5) e que "Deus enxugará dos seus olhos toda a  lágrima" (Ap.7.17).  Observamos desta forma que é natural nos entregarmos ao choro frente aos momentos difíceis e angustiantes que muitas vezes enfrentamos.  Contudo, não devemos permanecer prostrados, desanimados, sem esperança, pois sabemos que Deus é Soberano e que está no controle de cada acontecimento em nossas vidas. Ocorre que ao invés de reagirmos para o bem, acabamos errando como fizeram os homens que voltaram com Davi:

2ª. REAÇÃO: Por a culpa nos outros!

1 Sm. 30.6 "Também Davi se angustiou; pois o povo falava em apedrejá-lo, porquanto a alma de todo o povo estava amargurada por causa de seus filhos e de suas filhas".

Analisando esse texto, entendemos que os homens que estavam sob o comando de Davi, o culparam, pois ao querer apedrejá-lo, suas atitudes depositavam em Davi a responsabilidade pelas mulheres e crianças que ficaram sem os homens que as protegia. Era como se dissessem: "- Davi, se não tivéssemos ido com você para batalha nada disso teria acontecido" e pegando em pedras o buscavam com acusações.Quando tudo vai mal, é mais fácil colocarmos a culpa em alguém do que reagirmos assumindo nossas próprias debilidades, nossas omissões, decisões erradas, atitudes precipitadas... É mais fácil transferir as nossas responsabilidades para outro, afinal, não foi essa a reação de Adão? "Senhor, a mulher que tu me destes..." (Gn.3.12), não foi essa a reação do povo quando atravessavam o deserto? "Mas o povo, tendo sede ali, murmurou contra Moisés, dizendo: Por que nos fizeste subir do Egito, para nos matares de sede, a nós e aos nossos filhos, e ao nosso gado?" (Ex.17.3).Ao invés de colocarmos a culpa nos outros, devemos pensar que as situações que enfrentamos são oriundas de apenas duas fontes:

a) Quem sabe Deus está nos provando:                                         1 Pe. 4.12,13 "Amados, não estranheis a ardente prova que vem sobre vós para vos experimentar, como se coisa estranha vos acontecesse".

b) Quem sabe estamos colhendo aquilo que plantamos:                                         Gal. 6.7,8 "Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer; pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Porque quem semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas quem semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna".

Seja prova ou colheita, precisamos entender que "todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito" (Rm.8.28). Se for prova, regozigemo-nos no Senhor que é Fiel para nos aprovar; se for colheita, clamemos por misericórdia porque está escrito "A benignidade do Senhor jamais acaba, as suas misericórdias não têm fim" (Lam.3.22).

 3ª. REAÇÃONão se entregar ao problema!

1 Sm. 30.6 "Mas Davi se esforçou no Senhor, seu Deus".

Ele trocou as lágrimas pela esperança; trocou as acusações recebidas pela confiança no Senhor, nosso Deus! Em geral, temos a facilidade de dar uma amplitude aos problemas muito maior do que eles realmente demonstram ser. Lembro-me do apóstolo Pedro que enquanto olhava para Jesus conseguia andar sobre as águas, mas quando olhou para a profundidade das águas começou a afundar. Contudo, confiou na Palavra do Mestre e venceu o medo! É como está escrito em Provérbios 24.10 "Se te mostrares fraco no dia da angústia a tua força será pequena".
   
Davi não somente se esforçou no Senhor, mas também, buscou a Sua face e a solução para aquele problema:

1 Sm. 30.7,8 "Disse Davi a Abiatar, o sacerdote, filho de Aimeleque: Traze-me aqui o éfode (VESTES SACERDOTAIS). E Abiatar trouxe o éfode a Davi. Então consultou Davi ao Senhor, dizendo: Perseguirei eu a esta tropa? alcançá-la-ei? Respondeu-lhe o Senhor: Persegue-a; porque de certo a alcançarás e tudo recobrarás".

Deus sempre tem uma resposta! Deus sempre deseja para nós um final feliz:

Jer. 29.11 "Pois eu bem sei os pensamentos que tenho acerca de vós, diz o Senhor; são pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que desejais".

Precisamos REAGIR confiando no Senhor, sempre e irrestritamente! Sempre costumo pensar que a dor é algo inevitável; mas que o sofrimento, é opcional! Podemos sofrer a dor, mas se reagirmos não nos entregando à dor, nem ao problema, com certeza Deus agirá por nós!

Davi experimentou essa confiança:

1  Sm. 30 17-19 "Então Davi os feriu, desde o crepúsculo até a tarde do dia seguinte, e nenhum deles escapou, senão só quatrocentos mancebos que, montados sobre camelos, fugiram. Assim recobrou Davi tudo quanto os amalequitas haviam tomado; também libertou as suas mulheres. De modo que não lhes faltou coisa alguma, nem pequena nem grande, nem filhos nem filhas, nem qualquer coisa de tudo quanto os amalequitas lhes haviam tomado; tudo Davi tornou a trazer".


Conclusão

 
      E você, como tem reagido diante das dificuldades?


Talvez o resultado de suas dores é porque vc tem reagido de forma errada


a-    lamentando o prejuizo

b-    Pondo a culpa nos outros

c-    Se entregando ao problema


FAÇA COMO DAVI QUE :


 trocou as lágrimas pela esperança; trocou as acusações recebidas pela confiança no Senhor, nosso Deus.

Muitas são as aflições do justo .Mas o senhor os livra de todas

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
Volta Redonda, Rio de Janeiro, Brazil
Assunto: Radialista, e atuo como comunicador na rádio 88 fm há 14 anos , atualmente exerço mimha função de locutor na radio boas novas no Rio de Janeiro , uma empresa do mesmo grupo 88 . Tenho tido experiencias tremendas nessa área . obrigado a todos que se interessam em ler meus escritos quer seja por admiração ou por criticas